Arqueólogos encontram provas da passagem que narra Jesus e os demônios na manada de porcos

Em três dos quatro livros que compõem os Evangelhos da Bíblia Sagrada, é relatado um grande sinal do poder transformador de Jesus na terra dos Gadarenos.
A bíblia narra que ali 2 homens foram libertos de espíritos malignos que atormentavam toda a cidade, espíritos que - após a permissão de Jesus - possuíram uma manada de porcos e os precipitaram no mar.

"E, tendo chegado ao outro lado, à província dos gergesenos, saíram-lhe ao encontro dois endemoninhados, vindos dos sepulcros; tão ferozes eram que ninguém podia passar por aquele caminho.
E eis que clamaram, dizendo: Que temos nós contigo, Jesus, Filho de Deus? Vieste aqui atormentar-nos antes do tempo?
E andava pastando distante deles uma manada de muitos porcos.
E os demônios rogaram-lhe, dizendo: Se nos expulsas, permite-nos que entremos naquela manada de porcos.
E ele lhes disse: Ide. E, saindo eles, se introduziram na manada dos porcos; e eis que toda aquela manada de porcos se precipitou no mar por um despenhadeiro, e morreram nas águas.
Os porqueiros fugiram e, chegando à cidade, divulgaram tudo o que acontecera aos endemoninhados."

Mateus 8:28-33
Arqueólogos de Israel encontraram evidências desta passagem bíblica em Kursi, um distrito historicamente gentílico da antiga Decápole na margem do Mar da Galiléia, segundo informa o site Breitbart. Em Kursi, foi encontrado um pedaço de mármore de 1.500 anos de idade, com inscrições hebraicas que começam com as palavras "lembrados para sempre."
Sobre o mármore, os cientistas também identificaram as palavras "amém" e "marmaria", que poderia se referir ao mármore ou à Maria, mãe de Jesus.
Nos séculos V e VI, uma igreja cristã foi construída no local a fim de se tornar uma marca do evento bíblico. No entanto, seu prédio foi destruído pelo exército persa em 614 a.C, relata o site Breitbart.
A igreja foi reconstruída, mas foi novamente destruída — desta vez, por um incêndio. O local permaneceu abandonado por mais de 1.300 anos.
A igreja foi esquecida até ser descoberta por acaso durante a construção de uma nova estrada em 1970.
Próximo às ruínas da igreja, as cavernas são ainda visíveis e há uma montanha que desce para o mar, exatamente como é descrito no relato da Bíblia.
De acordo com o apologista cristão Steve Ray, desde que Kursi teve o maior mosteiro em Israel, o local passou a ser muito estimado pelos primeiros cristãos.
"Os primeiros judaico-cristãos se lembraram dos lugares e acontecimentos em torno da vida de Cristo, e assim que o cristianismo foi legalizado, igrejas foram construídas sobre estes locais diferentes", disse Ray.

Comentário do autor
Jesus avisou em diversos trechos bíblicos que suas Palavras permaneceriam para sempre:
"Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não hão de passar."
Lucas 21:33
Quanto mais coisas a arqueologia descobre, mais os relatos da Bíblia são confirmados como sendo verídicos.
A Bíblia é a Palavra de Deus, leiam a bíblia e creiam nas escrituras!
Paz
Por Leonardo Souza

Share/Bookmark

0 comentários: