Estado Islâmico mutila e assassina mulher brutalmente por violação da decência publica, ao amamentar o filho publicamente

Uma situação que seria normal em muitas partes do mundo, acabou sendo o motivo para um crime bárbaro na Síria, em uma região dominada pelo exército do grupo terrorista Estado Islâmico.
De acordo com a reportagem do jornal Daily Mail, uma mulher foi espancada brutalmente até a morte pela polícia feminina do Estado Islâmico quando ela amamentava seu filho em público.
A vítima do assassinato, teria escondido seu filho em baixo da burca para amamentá-lo, quando foi abordada pela polícia feminina na região de Ragga, nordeste da Síria.
Mesmo escondendo seu filho e evitando qualquer exposição, o grupo Estado Islâmico acusou a mulher de violar a decência publica com o ato praticado. De acordo com uma testemunha que revelou detalhes do acontecimento bárbaro ao Sunday Times, ela disse que as mulheres da polícia tomaram o bebe da mãe a força e então mataram a mulher de forma violenta e sem piedade.
Segundo a testemunha, a vítima foi mutilada antes de ser morta e exposta ao público como modelo de repressão a quem tentar interferir na moral e decência pública de acordo com o Estado Islâmico.
André Santos
Portal Padom

Share/Bookmark

0 comentários: