Vereadores de Sousa apanham da população após aprovarem matéria obrigando o povo a pagar taxa de iluminação

A Câmara Municipal de Sousa, no Sertão da Paraíba, realizou nesta quarta-feira (23) sessão extraordinária para votação da contribuição de iluminação pública (CIP). Muitos cidadãos ocuparam as dependências da Casa Otacílio Gomes de Sá. Logo após aprovação da matéria, por 7 votos a 5, várias pessoas descontentes ficaram à espera dos parlamentares favoráveis.
Cacá Gadelha (PSD), e Renato Soares (PDT) foram agredidos pela multidão que jogou lata de cerveja. De acordo com informações, Renato Soares acabou sendo atacado com tapas, e teve seu carro danificado pelos populares.
Já o líder do governo, Daniel Pinto (PMDB) para não acontecer o pior a Polícia Militar retirou o parlamentar. Entretanto, foram proferidas palavras de baixo calão contra o mesmo.
O vereador Denis Formiga (PMDB) foi vaiado pela população e vários palavrões foram direcionados. Para não ser agredido foi preciso entrar rapidamente na viatura da Polícia.
Muitos vereadores ficaram encurralado no interior da Câmara temendo sair, e serem agredidos pela população revoltada pelo fato deles terem aprovado a contribuição de iluminação pública.
O último parlamentar a deixar o plenário foi Augusto Vieira (PMDB), que na ocasião, também foi escoltado pela Polícia Militar, enquanto a multidão o agredia verbalmente. (Conxão pb)

Share/Bookmark

0 comentários: