A cidade que poderá surgir do fundo das águas

Seutópolis foi a capital do Reino Odrísio, uma antiga cidade helenista e um importante centro político, econômico e cultural de Trácia.
Fundada pelo rei trácio Seutes III e construída entre 325 a.C. e 315 a.C, suas ruínas foram descobertas na região central da Bulgária em 1948, durante a construção de uma importante represa. Em 1954, o lago transbordou e a antiga cidade desapareceu sob a água.
Modelo da engenharia civil e do planejamento, Seutópolis ficou por décadas debaixo d’água, o que favoreceu sua conservação. Em 2005, surgiu o projeto para descobrir, preservar e reconstruir a cidade, cercando as ruínas com uma parede circular que delimita o local como Patrimônio da Humanidade, e que poderá se tornar uma grande atração mundial do turismo histórico.
De acordo com o planejado, os visitantes serão transportados ao local através de barcos e, lá, poderão observar a cidade a 20 metros de altura. Essa atração será incrementada com cafés, restaurantes e centros de lazer e recreação, como um serviço de pesca. No nível superior do dique, haverá um museu, uma sala de conferências e um hotel. Essa parede circular de 420 metros de diâmetro, conhecida como “o anel”, “é uma fronteira entre o passado e o presente, a história e a contemporaneidade, a terra e a água...”, conforme explicaram seus criadores.
A exposição in situ das ruínas da cidade submersa de Seutópolis será parte integral do chamado Vale dos Reis Trácios.

Share/Bookmark

0 comentários: