Após polêmica com fantasia de macaco para o filho, pai se desculpa

Fernando como Aladim, Cyntia como Jasmine e o filho como Abu: acusação de racismo (Reprodução/Facebook)
Domingo de Carnaval. O produtor de teatro Fernando Bustamante sai de casa com a mulher e o filho para aproveitar o Carnaval de rua em Belo Horizonte.
Os três estão fantasiados de personagens de um clássico da Disney. O pai, vestido como Aladim, a mãe, Cyntia, como a princesa Jasmine, e o filho do casal, Mateus, como o macaco de estimação Abu.
No dia seguinte, uma foto que mostra o menino nos ombros do pai, publicada nas redes sociais, já havia viralizado. Nas seções de comentários, Fernando foi xingado e acusado de racismo, por conta da associação entre a criança, negra, e o macaco.
Na tarde desta segunda (8), ele publicou no Facebook um texto no qual explica a situação e pede desculpas a quem se sentiu ofendido. Em menos de 24 horas, a mensagem foi compartilhada quase 30 mil vezes.
No texto, Bustamente diz que jamais imaginava tamanha repercussão diante das fantasias escolhidas para o Carnaval e classifica a polêmica como "descontextualizada da realidade".
"Realmente o meu filho Mateus vai me ensinar muito como nos blindarmos do preconceito na cabeça das pessoas", diz o produtor.Reprodução/Facebook/Fernando Bustamante
Fernando Bustamante publicou no Facebook um texto no qual explica a situação e pede desculpas a quem se sentiu ofendido
Fernando justifica a escolha da fantasia de Abu para vestir o filho por considerá-lo "o melhor amigo do Aladim, que vai conhecer o mundo ideal com ele e a Jasmine".
O nome de uma das principais músicas do filme também encerra a mensagem. "Sem preconceitos e com muito, mas muito amor. Viva a diversidade! Em busca de um mundo ideal ?#‎ummundoideal?".
Segundo a postagem, Mateus é o primeiro filho de Fernando e Cyntia --"já estamos novamente na fila da adoção porque ele está ansioso por um irmãozinho do coração".
Nos comentários da mensagem, amigos e desconhecidos defenderam o casal. ""Os pais estão sendo injustiçados. A injúria racial está na mente das pessoas", comentou uma internauta.

Share/Bookmark

0 comentários: