Chinesa morre de sede ao ficar presa um mês dentro de um elevador

Uma mulher morreu de sede após ficar presa em um elevador por um mês na China. Segundo a imprensa local, funcionários da manutenção não ouviram pessoas dentro do elevador.
Os operários foram chamados para reparar um elevador com problema no começo de janeiro na cidade de Xi´an, no norte do país. Segundo a imprensa local, eles gritaram perguntando se havia alguém dentro e, ao não receber resposta, desligaram o equipamento e foram embora.
A equipe saiu de folga devido ao Ano Novo chinês e encontrou o corpo da mulher somente um mês depois dentro do elevador, que havia travado entre o 10º e o 11º andar. Além do cadáver, os operários encontraram as paredes repletas de arranhões feitos pela mulher desesperada.
De acordo com o governo, a morte foi causada por um grave erro da empresa de manutenção, que não checou corretamente se havia pessoas presas antes de cortar a energia do equipamento. A mulher tinha 43 anos e vivia sozinha no apartamento.
A polícia já fez diversas prisões e o caso está sendo julgado como homicídio involuntário. Acidentes de segurança são comuns na China devido à pouca fiscalização das empresas e o alto índice de corrupção entre as autoridades.

Share/Bookmark

0 comentários: