Corpo de neto de Chico Anysio é encontrado, e mãe desabafa em rede social

Nizo Neto com o filho Rian e a ex-mulher Brita Brazil
Marcia Brita Brazil, mãe de Rian Brito, publicou mensagem em sua página pessoal no Facebook nesta quinta-feira (3) em que confirma a perda e critica especulações sobre a causa da morte do jovem, que estava desaparecido desde o último dia 23 e teve o corpo encontrado nesta manhã, na Praia do Valão, na Reserva de Jurubatiba, em Quissamã, no norte fluminense.
Marcia e Nizo Neto, filho do humorista Chico Anysio, estiveram no IML de Macaé (RJ), nesta tarde, para fazer o reconhecimento do corpo, que, segundo o tenente Amaro Garcias, coordenador da Defesa Civil de Quissamã, estava com a pulseira, cordão e a bermuda que o filho usava quando desapareceu. De acordo com a Polícia Civil, o corpo foi identificado por impressão digital.
Às 18h20, um carro funerário deixou o IML com rumo ao Rio de Janeiro. Dez minutos depois, a família deixou o local sem falar com a imprensa. De acordo com o Memorial do Carmo, no Caju, o corpo de Rian será cremado nesta sexta-feira, às 16h.
"Não acredito que diante da dor que estamos vivendo pela perda de nosso querido filho Rian, alguém tenha coragem de INVENTAR que foi suicídio", desabafou Marcia na rede social, pouco após a chegada do corpo no IML, às 16h25. "Vocês são monstros. Mais uma vez a imprensa baseada em grana cria uma imagem distorcida da realidade. Nojo de vcs!", escreveu a mãe.
A Polícia Civil trabalha com a hipótese de afogamento, mas a investigação não foi concluída. Marianna Fontes/UOL
Ao UOL, o tenente Garcias disse que o corpo de Rian foi encontrado por um pescador e um guarda municipal, que passaram a informação para a Defesa Civil. "Fomos até o local, uma área de difícil acesso. O corpo está em decomposição, provavelmente foi jogado do mar para a mata. Eu queria achar ele com vida, estou com 36 anos de bombeiro e a gente se emociona pelo drama dos pais. Nós levamos a mãe até o local onde achamos os pertences dele esta semana e isso é muito triste," declarou.
De acordo com o tenente Garcias, o corpo estava a 25 km de onde foram encontrados documentos pessoais, um cartão bancário, uma camisa e os chinelos de Rian, no dia 28, na Praia do Paulista. De acordo com a delegada de Polícia Elen Souto, titular da Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA), uma perícia foi realizada no local antes do encaminhamento do corpo ao IML de Macaé para necropsia e identificação.
Rian Brito de Oliveira de Paula tinha 25 anos, cursava Produção Musical em uma faculdade particular do Rio e desapareceu após ter sido deixado pela mãe em uma autoescola no bairro de São Conrado, zona sul do Rio de Janeiro. No domingo (29), a Polícia Civil divulgou imagens que mostravam Rian entrando num táxi na porta de um shopping no mesmo bairro. Na quarta-feira, Nizo contou em seu Facebook que câmeras registraram o rapaz sozinho, pegando sozinho na rodoviária do Rio um ônibus para Quissamã, na noite do dia 23.
Nizo foi até Quissamã no dia 2 e divulgou um vídeo em seu Facebook, antes de o corpo aparecer, dizendo que não sabia de nenhuma ligação do filho com a região. "Nunca nenhum de nós, nenhum amigo dele sabe de nenhum plano que ele tinha de vir para cá e isso para gente é um grande mistério. Estivemos no local hoje, onde foram encontrados os pertences dele e assim torna a coisa mais misteriosa porque é uma praia muito deserta, onde as pessoas não frequentam ali para lazer. O acesso é difícil, é uma praia enorme, tem um pedaço oposto dela com mata e é onde a gente imagina e espera que ele tenha ido", disse ele em um trecho do vídeo.
* Colaboração de Ana Cora Lima, Ludmila Fernandes, em Macaé, e Marcela Ribeiro

Share/Bookmark

0 comentários: