Lula se diz "assustado", que o Superior Tribunal de Justiça e o parlamento está acovardado, e ainda chama de "fodidos" os presidentes da Câmara e do Senado, e adverte: ainda ficam pensando que vai todo mundo se salvar. Veja a gravação:

'Estou assustado é com a República de Curitiba', diz Lula em outro trecho de conversa com Dilma grampeada pela Polícia Federal. 
 Em novo trecho do grampo telefônico feito pela PF (Polícia Federal), que interceptou conversas entre a presidente Dilma Rousseff (PT) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nomeado nessa quarta-feira (16) como ministro-chefe da Casa Civil, Lula se diz assustado com a "República de Curitiba" e aponta acovardamento de várias instituições. O áudio completo pode ser ouvido no fim do texto.
"Nós temos uma Suprema Côrte totalmente acovardada, um Superior Tribunal de Justiça totalmente acovardado, um parlamento totalmente acovardado", diz Lula, acrescentando que somente recentemente deputados e senadores do PT e PC do B agiram contra uma suposta atual campanha da oposição pelo impeachment de Dilma.
No grampo, Lula também fala da situação crítica enfrentada pelos presidentes da Câmara Federal e do Senado, além de outros parlamentares que estão se sentindo ameaçados com a atual situação política enfrentada no Brasil.
"Fica todo mundo no compasso de que vai acontecer um milagre e vai todo mundo se salvar. Eu sinceramente estou assustado é com a República de Curitiba", frisa Lula.
Lula ministro - Interceptação telefônica feita pela Polícia Federal encontrou indícios de que a presidente Dilma Rousseff (PT) pode ter agido para tentar evitar a prisão do ex-presidente Lula.
Em trecho de diálogo divulgado nesta quarta-feira (16), de conversa entre Lula e Dilma, ela diz que encaminharia a ele o “termo de posse” de ministro que deveria ser usado “em caso de necessidade”.
A conversa foi registrada no início da tarde desta quarta-feira, às 13h32, pela PF, poucas horas antes da publicação da posse de Lula para o cargo de ministro da Casa Civil.
De acordo com informações do jornal O Globo, a conversa foi captada pela PF porque o telefone de um segurança do ex-presidente, o tenente Valmir Moraes da Silva, era objeto de interceptação telefônica autorizada pela Justiça. Era por este aparelho que Lula se comunicava com autoridades e seus interlocutores.

Share/Bookmark

0 comentários: