O RIO PAJEÚ AMANHECEU ASSIM:

Rio Pajeú em Tuparetama-PE
Apesar da forte influência do fenômeno El Niño, janeiro foi com chuva muito acima da média sobre o Nordeste, principalmente do sertão Pernambucano e a área da região do Pajeu. Mas fevereiro terminou com chuva muito abaixo do normal na maior parte do Brasil e o mês de Março deixava a ultima esperança do sertanejo que surpreendeu-se na noite de ontem e madrugada de hoje com a forte chuva que atingiu toda a região fazendo as ultimas águas de março chegarem ao Rio Pajeú.
Em janeiro, o Brasil sentiu a influência de uma forte onda de Madden-Julian, que superou efeito do El Niño. Este fenômeno está muito associado com o aumento e diminuição da chuva no Nordeste.
O Rio Pajeu que nasce na Serra da Balança, no município de Brejinho, próximo ao extremo do estado da Paraíba, que não corria água a mais de 12 anos, voltou a correr águas na manhã desta quarta feira 30.
 
Em Tuparetama, os moradores, contentes, foram conferir de perto para poder acreditar no que estavam vendo a olho nú e glorificar a Deus pelas chuvas que cairam em todas as cidades da região.As águas também chegaram no trecho do Rio Pajeu na cidade de Itapetim. As águas deverão chegar ainda na tarde de hoje na Barragem de Brotas em Afogados da Ingazeira.
Confira quantos milímetros choveu em cada cidade do Pajeú nesta madrugada;
1- São José do Egito: 215 mm
2- Brejinho: 213 mm
3- Santa Terezinha: 205 mm
4- Itapetim: 180 mm
5- Triunfo: 123,1 mm
6- Serra Talhada: 117,1 mm
7- Tuparetama: 90 mm
8- Flores: 87,4 mm
9- Quixaba: 81 mm
10- Afogados da Ingazeira: 55 mm
11- Solidão: 52,7 mm
12- Ingazeira: 50 mm
13- Carnaíba: 45 mm
14- Tabira: 40 mm
15- Iguaracy: 16,2 mm
16- Calumbi: 9 mm
17- Santa Cruz da Baixa Verde: 19 mm
(Fotos Marcello Patriota via Cauê Rodrigues)

Share/Bookmark

0 comentários: