Impeachment de Dilma pode levar cinco ministros petistas para Sérgio Moro

 
Se a Câmara abrir o processo de impeachment e o Senado afastá-la, pelo menos cinco ministros petistas poderão ir parar nas mãos de Sérgio Moro, ao perderem o foro privilegiado.
Automaticamente, Aloizio Mercadante e Edinho Silva, alvos de inquéritos já abertos, passariam a ser investigados em Curitiba. Mas não só.
Jaques Wagner, José Eduardo Cardozo e Ricardo Berzoini podem ter o mesmo destino.
Wagner pode se tornar alvo de um inquérito se o Ministério Público Federal entender que houve possível crime em sua relação com Léo Pinheiro.
José Eduardo Cardozo pode se tornar investigado se a Lava-Jato decidir apurar se houve possível obstrução da Justiça ao articular a nomeação do ministro Marcelo Navarro no STJ, conforme disse Delcídio Amaral.
Já Berzoini foi citado por Otávio Azevedo em sua delação. Ele teria cobrado doações da Andrade Gutierrez também em virtude de outras obras da administração do PT, além da Petrobras.

Share/Bookmark

0 comentários: