No TSE esquema para salvar pele de Cunha

Está sendo costurada nos bastidores do Tribunal Superior Eleitoral uma estratégia que pode levar à absolvição do vice-presidente Michel Temer nos quatro processos que pedem a cassação da chapa vitoriosa nas eleições presidenciais de 2014.
O primeiro passo seria separar as contas de campanha dele e da presidente Dilma Rousseff. Quatro dos sete ministros do tribunal estariam dispostos a conceder esse pedido a Temer. Dessa forma, os dois responderiam a processos diferentes, deixando do lado da petista os indícios de irregularidades cometidas durante a campanha e as provas da operação “lava jato”.
Caso o plano vingue, as chances de condenação de Temer seriam mínimas. As informações são do jornal O Globo.

Share/Bookmark

0 comentários: