Sindicalista é executado a tiros na zona rural de Triunfo, PE

O município de Triunfo, no Sertão Pernambucano, considerado um dos mais tranquilos do estado, passando até 6 anos sem qualquer ocorrência de homicídio, já registrou este ano 6 assassinatos, acontecendo o 6º na manhã deste domingo (09), por volta das 9 h, na zona rural. O agricultor e sindicalista Ediniz Gomes de Lima, 47 anos, conhecido popularmente como “Diniz” do Sindicato dos Trabalhadores Ruais, foi executado por disparos de arma de fogo no Bar “Bangolo”, entrada do Sítio Carro Quebrado, distrito de Canaã.
 
Segundo testemunhas, quatro homens não identificados, em um veículo Gol, placa não identificada, chegaram ao local e passaram a jogar sinuca. Quando Ediniz chegou ao estabelecimento, juntamente com sua esposa e filhos, os homens sacaram armas de fogo e efetuaram vários disparos contra a vítima, a qual foi atingida na cabeça e no tórax, vindo a óbito no local.
Jaime Severino da Silva, 56 anos, que também estava no bar, foi atingido por dois dos disparos, sendo nas costas e na perna, tendo sido socorrido ao Hospital Regional de Serra Talhada, onde foi atendido pelos médicos e plantão e se encontra em estado estável.
Primo do vereador Lucimar Feitosa (PSB), recentemente assassinado por dois homens em uma motocicleta, a vítima comentava na cidade que estava sendo ameaçado.
A Polícia Civil deu início as investigações, apoiada pela Delegacia Regional de Serra Talhada, não havendo até o momento, nenhuma informação quanto a autoria do crime.
INSEGURANÇA
Em janeiro, o vereador do bloco de oposição, Lucimar Feitosa (PSB), foi morto por vários disparos de arma de fogo, quando trafegava pela rodovia PE-320. Depois, o vice-prefeito do município, João Hermano (PTN) foi vítima de atentado, ao ser esfaqueado em Salgueiro.
Enquanto os moradores lamentavam a morte do parlamentar, um outro atentado aconteceu após 24 horas, dessa vez com o ex-secretário de agricultura (Nilson do Sindicato), que foi alvejado à bala, na porta de casa, com pelo menos 13 disparos. 
Foto: WhatsApp / Âncora do Sertão.

Share/Bookmark

0 comentários: