Transsexual diz ter sido estuprada mais de 2 mil vezes em prisão masculina

Uma mulher transexual enviada a uma prisão masculina por roubo, contou já ter sido estuprada mais de 2 mil vezes. Segundo “Mary”, como ela se identifica, ela foi parar na cadeia em 1990 por ter roubado um carro e desde então viveu os piores momentos de sua vida não pela prisão, mas pelo o que teve de se sujeitar.
Segundo o Metro, os abusos começaram desde que ela chegou à Boggo Road Prison, em Brisbane, Austrália. Mary relatou tinha que era obrigada a ter relação sexual com outros detentos em troca de proteção para garantir sua sobrevivência.
A transexual disse que não foi autorizada a continuar a fazer um tratamento hormonal ao qual se submetia, e relatou que um prisioneiro cortou seus longos cabelos.
Mary tentou fugir da prisão por três vezes e mesmo depois de conseguir sua liberdade ela teve dificuldades para levar uma vida normal.
“Somos seres humanos e a maioria de nós nasceu assim e nós queremos apenas viver nossas vidas, mas somos ridicularizados pela sociedade porque nós temos a coragem de ser quem somos”, afirmou a ex-detenta.
Ela relatou, ainda, que uma companheira de cela, também transgênero, cometeu suicídio mesmo após conseguir liberdade condicional.
Crédito da Foto: Reuters

Share/Bookmark

0 comentários: