Presente de Grego? Dilma anuncia reajuste médio de 9% no Bolsa Família em plena crise econômica e política

A presidente Dilma Rousseff anunciou aumento médio de 9% dos benefícios do Bolsa Família e afirmou que o reajuste não vai causar danos fiscais durante o ato de 1º de Maio no Vale do Anhangabaú, em São Paulo. Segundo ela, um eventual governo Temer pretende limitar o benefício apenas aos 5% mais pobres do país, o que deverá resultar no fim do benefício para 36 milhões de pessoas.
A presidente chegou por volta de 13h40. O ex-presidente Lula não compareceu ao ato. Segundo sua assessoria, ele está sem voz.
– São 36 milhões que estarão entregues à livre força do mercado para se virar. Estão afetando não é adulto, homem e mulher adulto, quem mais se beneficia hoje são as nossas crianças e adolescentes, que têm assegurado acesso à alimentação, saúde e educação – discursou Dilma.
A presidente anunciou ainda correção de 5% na tabela do imposto de renda para pessoas físicas a partir do ano que vem; criação de um conselho tripartite com empresários, trabalhadores e governo, o Conselho Nacional do Trabalho; a ampliação da licença paternidade para funcionários públicos (de cinco para 20 dias) e convênios com movimentos populares para a construção de 25 mil moradias.
Dilma afirmou que os que estão a favor do impeachment vão piorar a situação econômica do país e “ferir a Constituição”.
– Eles vão aprofundar a crise e rasgar a Constituição, ferindo , maculando a Constituição. Eu vou resistir.
A presidente disse que a luta agora é maior do que a resistência durante a ditadura.
– O meu mandato não é o mandato de uma pessoa, é um mandato que me foi dado por 54 milhões de pessoas que acreditavam num projeto. Esse projeto que querem impor ao Brasil não foi o projeto vitorioso nas urnas em 2014. Se querem esse projeto, que vão as urnas em 2018 e coloquem ao crivo do povo brasileiro.
Dilma afirmou que o impeachment é um disfarce para um projeto de eleição indireta, levado a cabo pelos que perderam a eleição em 2014 e com “traidores” que estavam junto com o governo. Ela voltou a dizer que não tem conta no exterior, nunca usou recursos públicos em causa própria e nunca embolsou dinheiro do povo brasileiro.
– Não recebi propina e nunca fui acusada de corrupção, eles tiveram que inventar um crime – disse Dilma, referindo-se às pedaladas fiscais.
Atos contra e a favor do impeachment acontecem em 13 estados e no Distrito Federal, a maioria é pró-Dilma. Em São Paulo, a central Conlutas pede novas eleições. Em Brasília, manifestantes levaram cartazes com a palavra “golpe” em vários idiomas.

Share/Bookmark

0 comentários: