O horripilante contrabando de pílulas de carne de bebês humanos

A crença em curas milagrosas pode movimentar um macabro mercado ilegal de medicamentos produzidos a partir de carne em pó de bebês humanos mortos.
Este é o temor da polícia em algumas regiões do mundo desde a descoberta de 17 mil cápsulas na fronteira da Coreia do Sul, em 2012, com 99,7% de carne humana, mais exatamente de bebês humanos. A confirmação foi feita depois que autoridades enviaram as cápsulas confiscadas a um laboratório para saber se elas continham drogas ou medicamentos ilegais.
As investigações chegaram até a China, onde uma crença popular atribui a essas cápsulas um poder revigorante e efeitos milagrosos para a cura de qualquer doença ou para aumentar a potência sexual.
Dada a localização de uma importante colônia chinesa na Coreia do Sul, com poder aquisitivo suficiente para comprá-las, os contrabandistas assumiram os riscos de tentar enviar as cápsulas pela fronteira.
Os corpos dos bebês e crianças mortos são vendidos ao mercado negro por funcionários inescrupulosos, geralmente de hospitais e necrotérios. Os cadáveres são, dessa forma, congelados e depois processados, sendo desidratados e moídos, até se transformarem em pó.
Embora esse tipo de atividade tenha, felizmente, sido reduzida, há um temor de que o número de casos esteja aumento no mercado negro da internet.

Share/Bookmark

0 comentários: