Concurso da PM: moradora de Serra Talhada contratou mulher por R$ 6 mil para realizar teste físico da PM, revela polícia

Moradora de ST contratou mulher por R$ 6 mil para realizar teste físico da PM, revela polícia
Uma moradora de Serra Talhada, candidata ao concurso da Polícia Militar de Pernambuco, teria pago cerca de R$ 6 mil para que outra pessoa realizasse o teste de aptidão física da seleção. Segundo a Polícia Civil, nessa terça-feira (5) uma mulher de 23 anos – que não teve o nome revelado – foi detida às 9h30, antes de completar a etapa do certame no campus da UPE, no bairro Santo Amaro, em Recife. Através de denúncias anônimas, o Batalhão de Policiamento de Guarda da PM descobriu a tentativa de fraude.
A mulher que prestou o teste faz parte da guarda municipal do município de Eusébio no Ceará e tentou se passar por uma candidata de 25 anos que mora em Serra Talhada, mas que é natural da cidade de Betânia, no Sertão do Moxotó. De acordo com a PM, a acusada confessou que receberia o pagamento apenas ao fim do teste. Ela estava usando a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) em nome da candidata. A suspeita foi levada para a delegacia da Macaxeira, Zona Norte do Recife, onde foi ouvida e liberada. Os documentos foram encaminhados para a perícia.
“Ela contou que um rapaz a viu numa academia de ginástica no Ceará e fez o convite. Todas as despesas como passagem e hospedagem foram pagas e ela receberia o dinheiro ao voltar para o Ceará caso passasse no teste”, explicou o delegado responsável pelo caso, Erivaldo Guerra. A candidata que teria contratado a jovem suspeita de fraude também será ouvida pelo delegado.
“Como ela mora no interior eu ainda vou chamá-la”. Caso seja condenada, Erivaldo Guerra ainda acredita que a suposta impostora responderá em liberdade. “A lei prevê de 1 a 5 anos de prisão, mas como ela é ré primária acredito que cumprirá pena alternativa”, completou. A guarda municipal foi enquadrada pelos crimes de uso de documentos falsos, falsidade ideológica e falsa identidade.

Share/Bookmark

0 comentários: