Psiquiatra afirma que possessão demoníaca é real e mais frequente do que se pensa

Embora muitos cientistas digam que a possessão demoníaca é um mito, um psiquiatra tem afirmado que ela é real e o número desses casos pode estar em ascensão.
Dr. Richard Gallagher é psiquiatra e professor de psiquiatria clínica na Faculdade de Medicina de Nova York. Ao contrário da maioria de seus colegas da arena científica, ele acredita que há um mundo espiritual com um lado muito obscuro que vai além de apenas o nosso mundo físico.
O trabalho de pesquisa de Gallagher sobre o mundo demoníaco começou décadas atrás, quando ele teve um cliente que dizia ser uma bruxa.
“Ela se dizia bruxa e usava roupas escuras e sombra preta em torno de seus olhos”, contou Gallagher ao descrever a mulher em um artigo para o jornal ‘Washington Post’.
Como um homem da ciência, Gallagher reagia com certo ceticismo sobre as afirmações da mulher que ele testemunhou o inexplicável.
“O comportamento dela ultrapassou o que eu poderia explicar com a minha formação”, lembrou ele. “Ela poderia revelar as fraquezas secretas de algumas pessoas. Ela sabia essas informações sobre indivíduos que nunca tinha conhecido ou até que já tinham morrido, incluindo minha mãe e seu caso fatal de câncer no ovário.”
Mas essa não foi a única coisa que convenceu Gallagher. O psiquiatra contou que esta revelação de sua paciente foi “apenas uma brincadeira” dela.
“Posteriormente, seis pessoas me alertaram que, durante seus exorcismos, a ouviram falar várias línguas completamente desconhecidas para ela fora de seus transes, incluindo o latim”, disse ele. “Isto não era algum tipo de psicose. Eu só poderia descrever como uma habilidade paranormal, então eu concluí que ela estava possuída”.
A partir de então Gallagher começou a trabalhar com padres para ajudar a distinguir quais os clientes estavam possuídos e quais estavam tendo surtos causados por alguma doença mental grave.
“Nas últimas duas décadas e meia e mais várias centenas de consultas, ajudou líderes de várias denominações e credos a filtrar episódios de doença mental – que representam a esmagadora maioria dos casos – do que parece literalmente o trabalho do diabo”, ele explicou.
Com mais de 20 anos de experiência na identificação de possessões demoníacas, Gallagher sugere possessão demoníaca é mais frequente do que muitos acreditam.
“O Vaticano não rastreia os exorcismos em nível global ou nacional, mas na minha experiência e de acordo com os padres que conheço, o número de casos de possessões está aumentando”, disse ele.
“Os Estados Unidos são o lar de cerca de 50 exorcistas ‘estáveis – aqueles que foram designados pelos bispos para combater a atividade demoníaca em uma base semi-regular – comparados com apenas 12 há uma década”, Gallagher acrescentou.
Ainda assim, muitos no campo de Gallagher não acreditam que os médicos possam conciliar o seu trabalho com a crença no mundo espiritual. Mas Gallagher diz que ele tem uma resposta simples para essa objeção.
“Já me perguntaram e eu tenho uma resposta simples. Eu honestamente peso as evidências”, disse ele. “A meu ver, a evidência para a posse é como a evidência para a travessia de George Washington em Delaware. Em ambos os casos, relatos históricos escritos com numerosas testemunhas comprovam sua precisão”.
Gallagher também diz que é mais ilógico rejeitar completamente a existência de um mundo espiritual.
“Como psicanalista, uma rejeição completa sobre a possibilidade de ataques demoníacos parece menos lógica e muitas vezes tendenciosa, em vez de uma avaliação cuidadosa dos fatos”.Fonte: Guia-me | Com Informações Washington Post

Share/Bookmark

0 comentários: