TERROR: Soldados do EI invadem igreja e degolam padre na França

O padre de 84 anos foi morto dentro do templo de Saint-Etienne-du-Rouvray
Na manhã desta terça-feira (26) dois homens armados entraram em uma igreja da Normandia, na França, e fizeram reféns. O padre foi morto e três reféns ficaram feridos em estado grave.
Os homens que invadiram a igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray estavam armados com facas e o ato terrorista – já reivindicado pelo Estado Islâmico – só terminou quando a polícia conseguiu matar os dois criminosos.
Antes da ação da polícia, porém, o Padre Jacques Hamel, de 84 anos, foi degolado pelos terroristas. Foram 40 minutos de negociações, mas o padre, que trabalhava na igreja de Saint-Etienne-du-Rouvaray não foi poupado.
Segundo a Amaq os autores do atentado “responderam aos chamados para atacar os países da coalizão internacional”, do qual a França faz parte.
A coalizão tem lutado contra o EI bombardeado regiões ocupadas pelos extremistas tanto no Iraque, quanto na Síria. Os ataques à França seriam então uma “vingança” por apoiarem os Estados Unidos nessa batalha.
O presidente francês, François Hollande, já esteve no local do atentado e o classificou como “um ignóbil atentado”.
Segundo o jornal “Le Figaro”, um dos criminosos estava na chamada ficha “S” do governo, ou seja, já era suspeito de ter ligações com o terrorismo, chegando até a ser preso provisoriamente sendo liberado com uma pulseira eletrônica.
Vaticano se posiciona sobre a morte do padre
A repercussão do caso logo teve uma resposta do Vaticano que condenou o ato terrorista. Para eles, a morte do padre foi um “bárbaro assassinato”, se tornando odioso em maior grau por ter ocorrido dentro de uma igreja.

Share/Bookmark

0 comentários: