Iguaracy: Dessoles reúne militância para dar inicio a campanha e diz que novas alianças serão bem vindas.

O candidato à reeleição a prefeitura de Iguaracy, Francisco Dessoles Monteiro, esteve reunido com  parte de sua militância e candidatos a vereadores na noite deste último sábado (20), para traçar os roteiros iniciais de campanha e dividir grupos de trabalhos. 
O carisma de Luciene Rocha 
Em seu discurso, Dessoles convidou a todos para batalharem unidos por uma só causa e um só objetivo, falou em união e em esperança de vitória, que durante a campanha todos terão o que mostrar, pediu para que todos levantassem a cabeça e vissem o que já foi feito por Iguaracy, e se fosse preciso, era só comparar os 12 anos de sua administração com 12 anos de outras administrações, pediu para cada um anotar em um caderninho tudo o que já foi feito, mas sem nenhuma demagogia, sem inventar nada. Dessoles lembrou ainda que algumas coisas que seus adversários fizeram não foram muito boas, como por exemplo, atrasar o pagamento de muitos que estavam ali presentes, “nas três sequências de governo que eles tiveram, todos eles atrasaram o pagamento de funcionários”, disse Dessoles. 
 
 A coordenação da campanha será composta por 3 membros em Iguaracy e 3 membro em Jabitacá.
Veja trechos da fala de Dessoles:
“Vamos mostrar o que Iguaracy era e mostrar o que Iguaracy é hoje, vamos mostrar aqueles tempos que Iguaracy parou, aqueles tempos que Iguaracy perdeu a credibilidade, que Iguaracy deixou de andar para frente e começou a andar para trás, e o trabalho que tivemos para recuperar”.
“Todos sabem que nós vivemos uma crise que nunca vivemos, e isso pesa muito para quem está no governo, temos que dizer não, temos que olhar para a dificuldade do povo e às vezes não poder entender, temos que combater a desesperança, a miséria, a doença, com recursos cada vez menores, e nós temos feito isso com muita paciência, com muita esperança e fé em Deus”. 
“Tudo que foi possível fazer nós fizemos e estamos fazendo, diferentemente de muitos munícios que já jogaram a toalha, já estão com muitas coisas fora de controle, mas nós estamos conseguindo manter as coisas sobre controle”.
“Politica se faz somando, quando chega uma pessoa em nosso grupo, nós temos o dever de integrá-la, de recebê-la com respeito, ninguém chega no grupo como uma esponja absorvendo uma gota d’agua, é um processo que tem que ser construído. O companheiro que chega, vem para somar, e vamos julgá-lo não pelo lugar de onde veio, mas pelas as suas atitudes daqui para frente, se chegar aqui para somar, para trabalhar, para arregaçar as mangas junto conosco, então será bem vindo, e deve ser bem apoiado por todos nós, a partir da chapa majoritária até todos os nosso militantes, e foi assim que o nosso grupo cresceu, foi tratando bem as novas pessoas que chegam para somar”.
 

Share/Bookmark

0 comentários: