Mais dois casos de microcefalia confirmados em uma semana em Pernambuco

Mais dois casos de microcefalia foram confirmados na última semana pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). O número de bebês comprovadamente afetados pela mal formação subiu para 378 em Pernambuco. O balanço, que compreende o período de 1º de agosto de 2015 a 13 de agosto de 2016, foi apresentado na manhã desta terça-feira. Neste mesmo período, dezessete novos casos foram notificados, aumentando para 2.102 o número de bebês com suspeita do mal, com 1.337 casos descartados e 308 em investigação.
Setenta e nove mortes estão em investigação, de um total de 85 óbitos notificados, sendo 42 natimortos, 42 neomortos (óbito logo após o nascimento) e um ignorado. Quatro dos mortos foram confirmados com microcefalia sugestiva de estar relacionada à infecção por zika vírus e dois foram descartados. De acordo com a SES, nenhum dos casos teve microcefalia como causa básica de morte.
Do total de 378 casos confirmados, 181 tiveram resultado laboratorial positivo para zika. Outros 154 deram negativos e sete inconclusivos, totalizando 342, de acordo com o Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães/Fiocruz e o Instituto Evandro
Chagas.
De dois de dezembro de 2015 até 13 de agosto de 2016, das 4.445 gestantes com exantema, trinta receberam confirmação de microcefalia intra-útero. A SES enfatiza que o exantema não significa, necessariamente suspeita de dengue, chikungunya ou zika, já que outros fatores podemter ocasionado as manchas vermelhas (rubéola, intoxicação, alergia ou alguma outra virose) e que também não é indicativo que a mulher terá um bebê com microcefalia.
Do Diário de Pernambuco

Share/Bookmark

0 comentários: