Após assembleia, professores da UFPE decretam estado de greve

Docentes da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), na Cidade Universitária, Zona Oeste do Recife, aprovaram a situação de estado de greve, indicando que a categoria vai aderir uma possível paralisação nas próximas semanas. A decisão foi tomada em uma assembleia extraordinária realizada pela Associação dos Docentes da UFPE (Adufepe), no auditório da instituição de ensino, na manhã desta quinta-feira (22) – dia em que as aulas foram suspensas.
Na próxima segunda-feira (26), segundo a Adufepe, uma assembleia também será realizada para traçar estratégias de uma possível manifestação, articulando ideias para os rumos do movimento. Na próxima sexta-feira (30), as atividades nas instituições voltam ao normal. A data para uma greve definitiva ainda não foi decretada.
Além da paralisação desta quinta, os docentes da UFPE e da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) também prometem suspender as atividades da próxima quinta (29). O ato é uma recomendação do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes) contra a retirada de alguns direitos trabalhistas como a PLP 257, a PEC 241 e a Reforma da Previdência, além de cortes de 45% na verba das universidades previstos para o próximo ano.
Assembleia desta quinta-feira
Na manhã desta quinta, mais de 130 pessoas, entre docentes e estudantes das universidades federais do Estado, se reuniram em assembleia para construir uma Comissão Unificada (composta por estudantes, docentes, técnicos-administrativos e terceirizados), segundo Cícero Monteiro de Souza, presidente da Associação dos Docentes da Universidade Federal Rural de Pernambuco (Aduferpe). Outra reunião também será realizada na próxima quinta, dia em que está prevista nova paralisação nacional.
Do NE10

Share/Bookmark

0 comentários: