Número de casos de estupro contra mulher cai 22% em PE, diz SDS

Apesar dos recentes casos de estupro que chamaram a atenção dos pernambucanos, o Estado teve, entre os meses de janeiro e agosto, uma queda 22% no número de crimes desse tipo em relação ao mesmo período de 2015, segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS). Neste período, foram registrados 965 casos com vítimas mulheres, enquanto, no mesmo mesmo período de 2015 foram registrados 1.126, ou seja, 161 casos a menos que ano passado.
Ainda conforme os dados da secretaria, no Recife, no mesmo intervalo de tempo, houve uma redução de 25%. Em 2015, a região teve 57 casos a menos que no ano anterior. “A diminuição no número de crimes aconteceu, mas não é motivo para comemorar, pois nós não podemos trabalhar apenas com a segurança, temos também que trabalhar com a sensação de segurança”, afirma o secretário de Defesa Social, Alexandre Carvalho, se referindo aos inúmeros boatos que têm circulado nas redes sociais.
Segundo Carvalho, é preciso que a população tenha cuidado cuidado no compartilhamento de supostas denúncias. “Boatos são atitudes irresponsáveis de quem não tem responsabilidade com a sociedade. Só compartilhe se tiver certeza da procedência, pois notícias falsas só espalham o pânico na sociedade”, destaca.
A SDS destaca ainda que medidas estão sendo tomadas para evitar que crimes desta natureza aconteçam. Entre as medidas, estão as 100 novas viaturas da Polícia Militar que estão circulando no Grande Recife e o novo canal de comunicação da SDS com a população através do WhatsApp (81) 9 9488.3455. Além disso, estão sendo selecionados uma delegada, uma escrivã e dois agentes para reforçar a equipe da Delegacia da Mulher e intensificar a capacidade de investigação.
“Nós, mulheres, precisamos romper com esse ciclo de violência. Precisamos refletir sobre o autoritarismo na sociedade, o machismo. O estupro deve ser denunciado, as mulheres devem procurar os serviços de saúde e as delegacias”, considera a secretária da Mulher, Silvia Cordeiro. Para ela, a denúncia pode funcionar como incentivo para que outras mulheres que também sofrem com o estupro não se deixem submeter por esta violência.
RECOMPENSA E PRISÃO
 
SDS oferece recompensa por informações de suspeitos
Foto: Giovanna Torreão / NE10
Logo após a Secretaria de Defesa Social (SDS) anunciar a recompensa de R$ 10 mil, Wellington da Silva Ferreira, conhecido como Matuto, foi preso. Ele, que foi encontrado na cidade de Limoeiro, no Agreste de Pernambuco, é suspeito do estupro contra uma estudante universitária no bairro de Parnamirim, na Zona Norte do Recife, no último dia 16 de agosto. O homem cumpriu 4 anos de pena por tentativa de homicídio e foi solto no dia 17 de julho deste ano e seria morador da comunidade Lemos Torres, no bairro de Casa Forte, na Zona Norte da capital pernambucana.
As denúncias puderam ser feitas através da Ouvidoria da SDS, pelo número 0800.081.5001 e através do WhatsApp (81) 9 9488.3455. Sobre as informações de que o suspeito também seria responsável pelo segundo caso de estupro, o secretário de Defesa Social, Alexandre Carvalho, afirma que nenhuma informação será dada para não atrapalhar as investigações.
Do NE10

Share/Bookmark

0 comentários: