Vereadores de Iguaracy realizaram 26 º Sessão Ordinária na última terça-feira

O Legislativo iguaraciense realizou na última terça-feira (06) a 26ª Sessão Ordinária do ano. Compareceu a reunião a presidente Odete Soares Pereira, o 1º Secretário Amaury de Oliveira Torres, o 2º Secretário José Jorge da Silva (Jorge Soldado), Leonardo Lopes Magalhães (Neguinho de Irajaí), Simão Rafael de Vasconcelos, José Torres Lopes Filho (Zeinha), Fábio Alves Torres, Manoel Olímpio de Siqueira e Francisco de Sales Galindo Filho.
Após o registro dos presentes, a presidente fez a leitura de versículos da Bíblia e invocou bênçãos para reunião. Na sequência passou a palavra ao 1º Secretário, para leitura do material do expediente.

ORDEM DO DIA

*Requerimento Nº 044/2016, de autoria da Vereadora Odete Soares Pereira, que dispõe do pedido de solicitar a relação das pessoas que recebem água através de carros pipas no Município. O requerimento é destinado a Gerência Regional do IPA (Instituto Pernambucano de Agronomia); (Aprovado)
Na justificativa, a vereadora considera importante saber de que forma está sendo feito esse abastecimento no Município. De acordo com a mesma, algumas famílias recebem a água, enquanto outra parcela não recebe. Ela ainda denuncia que algumas associações rurais estariam recebendo água em nome de candidatos. O objetivo é que a população seja beneficiada de forma igualitária.

USO DA TRIBUNA
Na Palavra Livre os vereadores tiveram a oportunidade de se pronunciar individualmente.

ODETE SOARES - A vereadora primeiramente falou sobre o requerimento 044/2016, de sua autoria, justificando o pedido. Conforme exposto no requerimento, ela denuncia que o IPA estaria beneficiando uma parcela da comunidade rural, e pede para que todas as famílias sejam beneficiadas. Em resposta as colocações do vereador José Torres sobre o tema, a vereadora disse que há um candidato usando o nome ou os serviços do instituto para beneficiar algumas comunidades.
No término da reunião, a presidente fez um aconselhamento aos demais colegas. Ela pediu que as discussões político-partidárias fossem deixadas de lado, para que não aconteçam discussões que venham a atrapalhar o andamento da Casa.
Disse também que esteve em audiência com o Governo do Estado, e que aguarda o cumprimento da promessa de doação de terras para beneficiar a população. E que foi afirmado pelo governador, que essa doação seria efetivada após o recesso parlamentar.

JOSÉ JORGE – Falou sobre o requerimento 044/2016, de autoria da vereadora Odete Soares, e orientou que fosse apurada a situação, bem como, denunciar possíveis irregularidades na distribuição de água por parte do IPA.

LEONARDO MAGALHÃES – Fez agradecimentos ao Poder Executivo, pela instalação de um sistema de abastecimento simplificado de água no sítio Baraúna Grossa. Ele também parabenizou o vereador Fábio Torres pela indicação do poço, que dá sustentação ao sistema. Disse também que havia convidado o vereador para uma parceria, no sentido de subsidiar materiais para realização da referida obra.

JOSÉ TORRES – Após cumprimentar a todos, externou satisfação pela realização da obra citada pelo vereador Leonardo. Falou sobre a distribuição de água do IPA, e disse não acreditar no beneficiamento de apenas uma comunidade. Ele disse que pode ter havido uma confusão, devido aos adesivos dos órgãos nos veículos de transporte de água, que são particulares, e pediu cautela na apuração das informações.
O vereador também sugeriu que as sessões ordinárias tenham início mais cedo, sempre a partir das 8h.
Em sua última intervenção no Grande Expediente o legislador questionou o vereador Manoel Olímpio em relação a gestão do governador Paulo Câmara. Ele criticou o vereador quanto a sua atual posição político-partidária, e suas colocações em defesa das obras subsidiadas pelo governo estadual.
Em resposta ao vereador Manoel, disse que não incentivou populares a invadir terras federais, e que não aceita o uso do termo invasão para qualificar pessoas ligadas a movimentos por moradia. Finalizou pontuando que a doação de terras ainda não teria contemplado efetivamente parte da população.

FÁBIO TORRES – No início solicitou da Casa mais atenção no atendimento dos requerimentos dos vereadores, a exemplo de sua solicitação feita à prefeitura, para pedir a relação dos usuários do programa Bolsa Família, mas que não foi aprovada.
Falando sobre o sistema de abastecimento do sítio Baraúna Grossa, o vereador disse que o poço foi indicado por ele, através do DENOCS, e que foi perfurado e instalado há quase dois anos. Externou satisfação quanto a conclusão do referido sistema, e falou de sua participação nessa conquista. E também mostrou insatisfação quanto ao não ser lembrado como corresponsável.

MANOEL OLÍMPIO – O vereador parabenizou a vereadora Odete Soares pelo requerimento, em que pede esclarecimentos ao IPA. Ele também relatou a crise hídrica que passa a maioria das famílias da zona rural. Manoel pediu para que sejam esclarecidos quais órgãos, ou poderes, são responsáveis pelos poços artesianos construídos no Município.
Falou sobre a instalação de poço no sítio Macambira, indicado por ele. O vereador disse ter sido injustiçado, ao não ser reconhecido como corresponsável pelo feito. No término, sintetizou a importância de reconhecer os que trabalham na vida pública em favor da população.
Em resposta ao vereador Francisco de Sales ele disse que em todas as obras subsidiadas pelo Governo do Estado, pode-se encontrar a placa com informações da obra. Ele disse também que o gestor municipal tem se preocupado em prestar essas informações a população, especialmente durante as inaugurações.
Em suas intervenções ele falou que foi informado pela população de algumas comunidades por onde passou que algumas obras lá existentes eram do vereador Francisco de Sales. Ele externou indignação ao falar sobre o tema, e cobrou que fosse esclarecida a origem dos recursos, bem como os responsáveis governamentais.
Respondendo ao vereador José Torres, ele defendeu sua posição, pontuando que saiu do grupo politico ao qual pertence o vereador citado, em virtude de desentendimento com o pensamento local, mas que a nível estadual faz parte de um partido alinhado ao governo Paulo Câmara. Disse que a situação incomoda, e que sua preocupação é reivindicar projetos ao governo para beneficiar a população. Deu como exemplo a doação de terras do Estado, que serão usadas para construção de casas populares. E disse que defende as ações de todos os governos.

FRANCISCO DE SALES – Pediu aos demais colegas para que seja praticada uma relação de hombridade entre os parlamentares. Criticou a forma como é divulgada as obras realizadas no município, no que se refere a origem dos recursos. Também disse não ter notado a presença da placa de informações na obra de calçamento da Rua Sebastião Rodrigues de Freitas.
Pediu cautela nas votações dos requerimentos dos legisladores, cobrando que as boas indicações sejam apoiadas por todos.
Em resposta ao vereador Manoel Olímpio, ele afirmou nunca ter dito ser responsável por alguma obra que seja do governo. Falou que suas indicações foram conquistadas através de seu grupo político. Disse também que há diversas bombas instaladas com seus recursos próprios, mas que as grandes ações são resultado de seu grupo.
Ao final da palavra aberta, a presidente encerrou oficialmente a reunião. Sem nenhuma interrupção, a sessão aconteceu de forma tranquila e foi encerrada em menos de uma hora. Nenhum cidadão presente ao plenário fez uso da fala nesta ocasião.
PARTICIPE DAS SESSÕES DA CÂMARA DE VEREADORES DE IGUARACY. TODAS AS TERÇAS-FEIRAS ÀS 09 HORAS NO PLENÁRIO DA CASA. A PRÓXIMA SESSÃO SERÁ REALIZADA DIA 13 DE SETEMBRO DE 2016. PARA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O LEGISLATIVO ACESSE A PÁGINA NO FACEBOOK. PARA ACESSO A TODO O CONTEÚDO DA CÂMARA EM DESTAQUE NO BLOG CLIQUE AQUI E FIQUE BEM INFORMADO.

Share/Bookmark

0 comentários: