Adutora do Moxotó deve abastecer 325 mil pessoas em 7 cidades de Pernambuco

A "Adutora do Moxotó" deverá fornecer água para cerca de 325 mil pessoas em sete municípios do interior de Pernambuco. De acordo com a Companhia Pernambucana de Saneamento, as cidades beneficiadas serão Arcoverde, Pesqueira, Alagoinha, Sanharó, Belo Jardim, Tacaimbó e São Bento do Una. A Compesa informou que as obras serão iniciadas na próxima semana e tem previsão de conclusão em 15 meses.
A assessoria da Companhia informou que a obra está orçada em R$ 100 milhões e a primeira etapa foi assinada e "a empresa que venceu a licitação está organizando o canteiro da obra". A obra será dividida em três etapas, iniciando a partir do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco e a implantação de 70 quilômetros de extensão de adutora.
A Compesa disse que as tubulações irão margear a BR-232, entre as Estações de Bombeamento de Água Bruta, no Reservatório do Moxotó, na Transposição do Rio São Francisco, e a Estação de Bombeamento Intermediária, no Cruzeiro do Nordeste, em Sertânia.
O diretor Técnico e de Engenharia da Compesa, Rômulo Aurélio Souza, disse que "a expectativa é que ela [a barragem] comece a receber água do Rio São Francisco até o final deste ano, a partir do avanço das obras do Eixo Leste”, afirma o diretor Técnico e de Engenharia da Compesa , Rômulo Aurélio Souza.
Segundo o diretor, a adutora do Moxotó vai promover a retomada do abastecimento regular de água nessas sete cidades, que ficarão livres do regime de rodízio.

Share/Bookmark

0 comentários: