Garçom desastrado quebra polegar de Vênus de 2.000 anos em museu britânico

Acidente aconteceu em dezembro do ano passado, mas só foi divulgado agora. A obra, uma estátua da deusa Vênus, já foi restaurada
The Townley Venus (British Museum/Divulgação)
Um garçom desastrado que trabalhava no Museu Britânico, em Londres, durante um evento quebrou o polegar de uma estátua romana de quase 2.000 anos. A obra, uma estátua da deusa Vênus do amor, é uma das mais valiosas do museu.
O garçom era funcionário de uma empresa terceirizada e estava trabalhando em um evento realizado nas galerias do museu sobre Grécia e Roma antigas. Quando o funcionário acidentalmente bateu na obra, o polegar da mão direita da deusa se partiu e caiu no chão.
O caso aconteceu em dezembro do ano passado, mas só foi divulgado para a imprensa agora. Segundo o jornal especializado The Art Newspaper, a estátua foi restaurada pelos especialistas do museu. Um porta-voz do Museu Britânico afirmou que o dedo foi colado de volta com um adesivo específico.
O porta-voz afirmou que uma investigação foi conduzida após o incidente e concluiu que não se tratou de uma ação proposital. “Tomamos medidas para garantir que isso não aconteça novamente. Quaisquer funcionários envolvidos na gestão ou preparação de eventos passaram por um processo de reciclagem sobre a proteção dos objetos antes e durante eventos”, disse ao The Art Newspaper.
A estátua é uma cópia de um original grego do século 4 a.C.. Com 2,41 metros de altura, a nova versão foi produzida em mármore entre 1 d.C e 2 d.C – a estátua já chegou ao museu londrino sem o dedo indicador da mão direita.

Share/Bookmark

0 comentários: