NOTA DO SINPOL SOBRE A DECRETAÇÃO DE GREVE DOS POLICIAIS CIVIS DE PERNAMBUCO

Em virtude do descumprimento de diversos prazos e acordos, propostos pelo próprio Governo do Estado, além do flagrante descaso com a Segurança Pública, nesta quinta-feira (20), mais de 4000 mil Policiais Civis fizeram uma grande passeata pelas ruas do Recife. Ao final, em assembleia realizada em frente ao Palácio do Campo das princesas, decretaram GREVE POR TEMPO INDETERMINADO. O sindicato da categoria (SINPOL-PE) tem denunciado a condição precária em que se encontra a Polícia que investiga os crimes em Pernambuco. Faltam coletes à prova de balas, efetivo, viaturas, gasolina para diligências e até mesmo papel para imprimir os boletins de ocorrência da população. Além disso, em Pernambuco, os Policiais Civis recebem o pior salário do país entre a classe.
Com o objetivo de confundir e jogar a sociedade contra o movimento, o Governo de Pernambuco tem mentido ao dizer que a categoria está pleiteando 300% de aumento salarial. A verdade é que só existem duas reivindicações: melhores condições de trabalho e a implementação da reformulação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos da Polícia Civil, construído por técnicos da Secretaria de Administração e a diretoria do SINPOL. O Governo também mentiu ao afirmar, em nota emitida, que já realizou 14 reuniões com o Sindicato este ano. A primeira tratativa sobre o tema aconteceu no dia 17 de agosto, quando mais uma vez estabeleceu e descumpriu um prazo dado para a apresentação de uma proposta concreta sobre as reivindicações.
Neste momento, dirigindo-nos ao povo pernambucano, esclarecemos que os Policiais Civis têm como função principal investigar e solucionar os crimes, encaminhando seus autores à justiça. No entanto, o que ocorre em Pernambuco é que a Polícia Civil está tão sucateada e abandonada que a maioria dos boletins de ocorrência registrados pela população têm se transformado apenas em arquivo, ficando sem a devida investigação. Com relação ao problema, é importante ressaltar que a responsabilidade por essa situação e, por conseguinte, da greve é do descaso com o qual o Governo de Pernambuco tem tratado a segurança pública e seus agentes. Por isso, esperamos contar com seu apoio, diante da compreensão que essa luta é de todos que reivindicam uma segurança pública eficiente.

Share/Bookmark

0 comentários: