Oficializado arrendamento de Transertaneja e Líder FM pela Rede Brasil

Wellington Rocha e Dioneys Rodrigues
Comunicado foi feito esta manhã. Marca Líder do Vale vai ao ar a partir de amanhã no canal FM que era da Voz do Sertão. Profissionais da Trans se despediram emocionados
O que o blog antecipou em junho foi confirmado esta manhã: as rádios do grupo Inocêncio Oliveira foram oficialmente arrendadas pelo grupo responsável pela Rede Brasil, com emissoras por todo o estado, ligada à Assembleia de Deus.
O comunicado foi feito ontem a funcionários da Líder FM e hoje à equipe da Transertaneja FM. O anúncio ficou a cargo de Victor Oliveira , administrador de empresas, neto de Inocêncio Oliveira, que disputou a prefeitura de Serra Talhada. Este início de tarde, os profissionais falaram emocionados se despedindo da programação, como Wellington Rocha, Erivânia Barros, Welligtânia Rocha.
A Transertaneja FM nasceu em 31 de maio de 1992. A primeira equipe teve Edcarlos Máximo, Hélio Fernandez, Nill Júnior e Ney Gomes, com Irani Pessoa Veras como Secretária. Pouco depois, se incorporaram Wellington Rocha (que ficou até hoje) e Alexandre Rossini. Hoje, além de Wellington, contava com Dionneys Rodrigues, Erivânia Barros e Welligtânia Rocha.
O programa carro chefe da programação era o “Hora das Broncas”, que teve apresentação inicial de Wellington e Dionneys. Hoje, era apresentado por Erivânia e Dionneys Rodrigues. A grade também reproduzia A Hora do Mução.
Transertaneja FM, em foto de arquivo: migrando para canal que era da Voz do Sertão
“Em 31 de maio de 1992 vi tudo nessa rádio, do melhor ao pior momento. Queria encerrar com a primeira música tocada na Transertaneja”, disse, antes de executar “Asa Branca”, de Luiz Gonzaga. Erivânia Barros disse que era apenas o fim de um ciclo, mas que outras etapas seriam cumpridas, agradecendo aos ouvintes pelo carinho. O Diretor do grupo, Victor Oliveira, agradeceu aos serviços prestados e parabenizou a doação do grupo.
A batida de martelo veio da Diretora geral do grupo, Shirley Oliveira, em uma negociação que se arrastou a meses. O arrendamento de emissoras a grupos religiosos costuma ser bastante criticado por conta do aspecto recessivo. Uma rádio arrendada costuma tirar vários empregos locais e regionais.
Erivânia Barros e Dionneys Rodrigues
Pelo que ficou definido, a Transertaneja passará a mudar de nome para Rede Brasil nos próximos dias. Nesta sexta, a emissora será entregue formalmente ao grupo arrendatário. O mesmo acontecerá com a Líder FM.
A diferença é que o canal FM fruto da migração da Rádio A Voz do Sertão, primeira emissora da Capital do Xaxado, vai ser ocupado pela marca Líder do Vale. A marca “A Voz do Sertão” será definitivamente extinta. A estratégia será anunciar que a Líder continuará no ar, só que em outro prefixo.
A equipe da Líder do Vale será migrada para a nova casa. Já no caso da Transertaneja, ainda não se sabe o futuro dos profissionais que pela qualidade, poderão ocupar outras casas.

Nota do blog do Nill Júnior: como profissional có-fundador da emissora, fazendo parte da primeira equipe de profissionais, nos solidarizamos com os profissionais Erivânia Barros, Wellington Rocha, Dionneys Rodrigues e Welligtânia Rocha, deseja sucesso na caminhada futura.
Da mesma forma, condena a onda de incorporação a redes, indo de encontro aos veículos que produzem conteúdo e fazem jornalismo local, estimulando a produção de conhecimento e debates que tem ligação direta com a comunidade de origem, além da forma como o anúncio foi feito, sem preparação prévia, de forma seca, sem valorizar o aspecto humano, a partir de relato dos próprios profissionais.

Share/Bookmark

0 comentários: