Pela segunda vez na história, uma negra vence o Miss Brasil

Raissa Oliveira Santana, do Paraná, foi coroada neste sábado

Desde 1954, quando foi realizada a primeira edição do Miss Brasil, apenas uma mulher negra havia ganhado o concurso até a noite deste sábado. Raissa Oliveira Santana, de 32 anos, a Miss Paraná, foi escolhida entre as 27 concorrentes e anunciada como vencedora em cerimônia realizada em São Paulo e apresentada por Daniele Suzuki e Cássio Reis.
A segunda colocada foi a miss Rio Grande do Norte, Danielle Marion, e a terceira foi a miss Maranhão, Daise D'Anne, que também é negra. A Miss Brasil recebeu, além da coroa, uma viagem para a Itália, um carro zero quilômetro e um conjunto de joias em ouro branco. As três ganharam uma viagem com acompanhante para Cartagena, na Colômbia e as duas melhor colocadas, um conjunto de joias.
A edição 2016 do Miss Brasil BE Emotion teve seis finalistas negras, que representam Rondônia, Bahia, Paraná, Maranhão, São Paulo e Espírito Santo. No ano passado, apenas a Miss Distrito Federal, Amanda Albino, era negra. Embora recorde na disputa, o número ainda é baixíssimo em relação ä população do país. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geograria e Estatística (IBGE), 53% dos brasileiros se declararam negros ou pardos na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) em 2014.
A primeira negra coroada como Miss Brasil foi Deise Nunes, em 1986. A serratalhadense Tallita Martins foi a representante de Pernambuco na competição de 2016. A modelo, de 20 anos, foi a quarta da cidade sertaneja a vencer a edição estadual. A última foi na década de 1970, Matilde de Souza Terto.
Apenas seis vencedoras das edições estaduais do concurso de miss em 2016 são negras. Fotos: Lucas Ismael/Divulgaçã

Share/Bookmark

0 comentários: