Brasil registrou cinco estupros por hora em 2015, aponta anuário

O Brasil registrou uma média de cinco estupros por hora em 2015, de acordo com dados da 10ª edição do anuário produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.
O estudo é baseado em boletins de ocorrência registrados em delegacias de todos os Estados. Foram 45.460 casos durante o ano.
Devido à subnotificação desse tipo de crime, esse número, na realidade, deve ser ainda maior. Apesar de alto, o número oficialmente registrado caiu: foram 4.978 (10%) casos a menos do que em 2014.
O maior número absoluto de estupros foi registrado em São Paulo: 9.265 casos, cerca de 20% do total no Brasil. O Estado porém, tem incidência desse crime por 100 mil habitantes abaixo da média nacional (índice de 20,9, contra 22,2 do país).
O Acre teve a maior taxa de estupros proporcionalmente à população: taxa de 65,2 casos por 100 mil habitantes. A Bahia ocupa o 19º lugar, com 16 casos por 100 mil habitantes.
Para a diretora-executiva do fórum, Samira Bueno, a redução "não é motivo para comemorar". Isso porque os crimes de violência sexual são os menos reportados à polícia.
Um estudo feito em 2013 pelo Instituto Brasileiro de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) indicou que só 10% dos casos chegavam às autoridades. Com isso, o fórum estima que devam ter ocorrido entre 130 mil e 450 mil estupros no Brasil em 2015.
"As vítimas têm vergonha, medo do agressor, porque muitas vezes o conhecem, e revivem a vitimização nas delegacias porque o atendimento tende a ser precário", afirma Samira ao jornal Folha.

Share/Bookmark

0 comentários: