URGENTE: Vítima de ebola ressuscita na África e OMS tenta abafar o caso (boato).

URGENTE: Vítima de ebola ressuscita na África e OMS tenta abafar o caso. Esta informação já ganhou repercussão em vários sites brasileiros. Chama a atenção o fato de que o texto faz associação da contaminação por vírus ebola a um possível surto de zumbis.
Segundo o texto, "o Estado do Kansas repousa em estado de alerta elevado sobre esta preocupação muito real de um surto de zumbis". O suposto alerta está sendo feito por "correspondências de panfletos" e estão sendo enviados para "prevenir tanto Ebola e o ataque de zumbis".
"É importante continuar a seguir esta história na mídia como também estar bem preparado para quando este surto atingir sua comunidade". Pois é! Está história é realmente bem intrigante, mas não é nova. O texto foi traduzido e está sendo reproduzido em sites brasileiros este ano, mas ele já circula pela internet há tempo, desde 2014. Você pode ler no "Huzlers" (um site que publica notícias: chocantes e satíricas): URGENTE: Vítima do ebola ressuscita dos mortos na África e OMS tenta abafar o caso. Resumindo, trata-se de um site que pode publicar notícias fictícias, portanto não é uma fonte confiável. Como podemos conferir aqui está notícia sobrevítima de ebola que ressuscitou na África é falsa.
Pentágono estabelece plano de batalha contra zumbis.
É verdade que o governo dos Estados Unidos tem um plano elaborado se acontecer um apocalipse zumbi no país? Sim! De acordo com um documento do Departamento de Defesa obtido pela CNN, funcionários do Comando Estratégico dos EUA usaram o espectro de um ataque por mortos-vivos como um modelo de treinamento para planejar operações em grande escala, emergências e catástrofes na vida real.
Conclusão: Não é porque o Estados Unidos tem um plano caso aconteça um eventual apocalipse zumbi que toda informação que surge na internet é verdadeira. Esta história de que vítima do ebola ressuscita dos mortos na África e OMS tenta abafar o caso é BOATO.
Washington Luiz, repórter do Momento Verdadeiro.

Share/Bookmark

0 comentários: