PREFEITURA DE CARNAÍBA

Policiais civis aposentados voltarão ao trabalho para reforçar segurança pública no estado

A crise na segurança pública deixa rastros diários de violência no estado e reduzir os índices se tornou um dos principais desafios do governo Paulo Câmara. Para tentar contornar o problema, o governador assinou, nesta quinta-feira, um decreto que vai possibilitar a volta dos policiais civis aposentados ao exercício de suas funções. Agora, os policiais que não estão mais na ativa vão reforçar o trabalho da Polícia Civil, como as investigações criminais. A expectativa é de que até 800 servidores sejam chamados para trabalhar após passarem por um processo seletivo.
De acordo com o governador, o decreto no. 44.146 ajudará no combate aos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) e aos Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP). "Nós reforçaremos as atividades de natureza administrativa e vamos direcionar os servidores ativos para as atribuições finais. Com isso, haverá uma maior efetividade nas investigações e no exercício das funções de polícia judiciária e administrativa", explicou Paulo Câmara.
Com o decreto, os policiais civis aposentados poderão desempenhar os cargos de comissário, agente e escrivão de polícia. Dentre as funções, os servidores poderão atender o público dentro das delegacias e lavrar boletins de ocorrência. O prazo para desempenhar as funções será de três anos, prorrogável por igual período. O decreto é regulamentado pela Lei Complementar no. 340, de 22 de dezembro de 2016.

Compartilhe: WhatsApp, Faceboock, etc...

0 comentários: