PREFEITURA DE CARNAÍBA

ATENÇÃO: Obra inacabada na barragem da Ingazeira a coloca em risco de estouramento, alerta Fabrício Ferreira.


MURO DE CONTENÇÃO DA BARRAGEM DA INGAZEIRA NÃO SUPORTA MAIS UMA CARGA ELEVADA D’ÁGUA.
Problemas na parede da Barragem de Ingazeira: o promotor foi informado de relatos de que a Barragem da Ingazeira teria apresentado um problema em sua parede, conforme fotos encaminhadas ao blog. “Vamos dar ciência ao DNOCs Pernambuco e equipe técnica”.
O que seria uma boa noticia,que veio do Coordenador Estadual em Pernambuco do DNOCS Marcos Rueda e do engenheiro da empresa responsável pela obra Dr. Geovásio, que as obras de construção da barragem de Ingazeira seriam retomadas no início do mês de abril,estamos há exatos 18 dias e nada do recomeço da obra.
Com sua construção interrompida em junho\julho 2016, a Barragem de Ingazeira, que banha terras nos municípios, além de Ingazeira, como São José do Egito, Tabira e Tuparetama cuja ação é administrada pelo DNOCS, de acordo com promessa do Ministério da Integração. E não há nenhum sinal de reinício da ação.
Agora o que resta apenas,segundo o promotor e coordenador regional da 3ª Circunscrição do MP, Lúcio Luiz de Almeida Neto, disse hoje em entrevista ao programa Manhã Total (Rádio Pajeú) que resta apenas a liberação do setor orçamentário do Ministério da Integração Nacional para retomada da Adutora do Pajeú em sua segunda etapa e da Barragem da Ingazeira.
“Muro de contenção para construção da Barragem da Ingazeira não suporta mais uma carga elevada d’Água.
Devidos as fortes chuvas que caíram durante os últimos dias na cabeça do Pajeú, essas águas desaguaram na Barragem da Ingazeira, em fase de conclusão, sem prazo oficial para retomada desta importante obra, que vai beneficiar, a cerca de 150 mil pessoas. Sendo que a mesma, não tem estrutura suficiente para acumular essa quantidade de água(foto), como podem observar, esse muro, parede, é apenas um paliativo, para que os homens possam trabalhar na construção do muro de concreto.”
Relato do Facebook de Fabricio Ferreira via Marcelo Patriota

Compartilhe: WhatsApp, Faceboock, etc...

0 comentários: