PREFEITURA DE CARNAÍBA

Carro da prefeitura de Monteiro em que cabiam cinco pessoas é apreendido por levar nove, na PB

Um carro que estava alugado à Prefeitura Municipal de Monteiro, foi abordado, na quarta-feira (5), pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que constatou superlotação dentro do veículo. O carro levava nove pessoas, mas só possuía espaço para cinco. Entre os passageiros estavam três bebês portadores de microcefalia, que viajavam para tratamento em Campina Grande.
Segundo a PRF, a abordagem ao veículo aconteceu no km 183 da rodovia BR-230, nas proximidades do município de Pocinhos. Questionado, o motorista do carro afirmou que fazia o transporte dos pacientes entre Monteiro e Campina Grande há mais de um ano.
“No carro estavam quatro mães e seus filhos no colo. Embora a intensão da Secretaria de Saúde de Monteiro seja a de garantir este serviço essencial para a população, a PRF tem o dever e a responsabilidade maior de não permitir que pessoas fiquem expostas a toda sorte de situações de risco nas rodovias, principalmente crianças de colo, pois são completamente vulneráveis”, informou a PRF.
Além de trafegar superlotado, a PRF constatou que passageiros do veículo estavam sem o cinto de segurança e que as crianças estavam no colo das mães, sem utilização de bebê conforto, cadeirinha e assento de elevação.
O secretário de Comunicação da Prefeitura de Monteiro, Fred Menezes, confirmou o caso. Ele alegou que o transporte irregular foi feito por "pressão" das famílias das crianças e que o veículo legalizado para a viagem estaria quebrado.
“Falei com o chefe do setor de Transportes da prefeitura e ele confirmou o ocorrido. Ele disse que o transporte desses passageiros é feito através de uma van, mas que quebrou e, por pressão das famílias, resolveu ceder o veículo para que as crianças não perdessem a consulta em Campina Grande. A prefeitura solicitou um relatório e iremos trabalhar para solucionar a questão brevemente”, afirmou o secretário.
Do Portal Correio

Compartilhe: WhatsApp, Faceboock, etc...

0 comentários: