PREFEITURA DE CARNAÍBA

Maracutaia Geral: Nem o falecido ex-governador escapou na Delação do Fim do Mundo

 
O nome do falecido ex-governador Eduardo Campos (PSB), que já apareceu ligado a investigações da Lava Jato e da Operação Turbulência, é citado em três diferentes novos casos, agora na Delação do Fim do Mundo. O envio de petições pelo ministro relator do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, para outras instâncias judiciais fora da Corte Suprema, mostra que Eduardo foi delatado pela cúpula da Odebrecht nos casos de duas obras públicas de grande porte e também por doações à sua campanha eleitoral de 2014.
Eduardo Campos era presidente nacional do PSB e foi o candidato a presidente da sigla nas últimas eleições. Faleceu em um trágico acidente aéreo, em agosto de 2014. Entre os casos que já estavam em tramitação, um é o inquérito que investiga o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) no STF. O outro é a Operação Turbulência, desdobramento da Lava Jato que mirou investigados sem foro privilegiado ligados, entre outros fatos, ao avião que caiu e vitimou Eduardo Campos.
Embora a Arena Pernambuco seja alvo de um pedido de investigação à parte, fora do STF, Eduardo Campos não aparece na Delação do Fim do Mundo diretamente ligado ao estádio. Os três novos casos em que o nome de Eduardo aparece foram todos remetidos à Justiça Federal em Pernambuco (JFPE) pelo ministro relator.

Compartilhe: WhatsApp, Faceboock, etc...

0 comentários: