PREFEITURA DE CARNAÍBA

Apac divulga previsão de chuvas para o trimestre maio, junho e julho em Pernambuco

A reunião de previsão climática Sazonal foi realizada no INPA-AM no dia 27 de abril de 2017 e simultaneamente, através de vídeo conferência para todos os estados do Brasil. Na reunião foram analisados os campos globais dos oceanos e da atmosfera dos meses anteriores e atual, bem como, os resultados de modelos numéricos e estatísticos de previsão climática para o trimestre maio a julho (AMJ) de 2017.
De acordo com os modelos e com a configuração da atmosfera e dos oceanos Atlântico e Pacífico, a previsão é de chuvas abaixo da normal climatológica em todo o estado de Pernambuco. Vale salientar que, mesmo com a previsão de precipitação no período ficar abaixo da média, podem ocorrer chuvas intensas e mal distribuídas tanto temporalmente (chuvas concentradas em poucos dias) como espacialmente (chuvas concentradas em pequenas áreas) e acompanhadas de rajadas de vento e descargas elétricas.
CLIMATOLOGIA DA PRECIPITAÇÃO NO TRIMESTRE MJJ.
O mês de maio é o segundo mês da quadra chuvosa do Agreste, Zona da Mata e Região Metropolitana do Recife (RMR). No Sertão, caracteriza-se pela diminuição gradual das chuvas. O acumulado médio no trimestre abril a junho é de 956 mm na RMR, 614 mm na Zona da Mata e 328 mm no Agreste. A Figura 1 mostra a distribuição espacial da precipitação nos meses de maio, junho e julho nas regiões pernambucanas.
RESULTADO DO TRIMESTRE JANEIRO/FEVEREIRO/MARÇO
No trimestre janeiro a março os maiores registros de chuva ocorreram na parte leste do estado e na mesorregião do Sertão do Pajeú e do Araripe e os menores na região do Agreste (Figura2a). Todas as regiões pernambucanas ficaram com chuva abaixo da média climatológica.

Compartilhe: WhatsApp, Faceboock, etc...

0 comentários: