PREFEITURA DE CARNAÍBA

Coréia do Norte volta a lançar míssel sobre o Japão

G1
A Coreia do Norte lançou um novo míssil a partir de uma área próxima da capital Pyongyang, que então sobrevoou o Japão e caiu no Oceano Pacífico, disseram nesta sexta-feira (15, pela hora local) autoridades japonesas e sul-coreanas.
Em comunicado, o Comando de Defesa Aeroespacial dos EUA (Norad) disse se tratar de um míssil balístico de alcance intermediário, que não ofereceu riscos a Guam ou aos Estados Unidos, e que o lançamento ocorreu a partir das proximidades de Sunan.
Os cidadãos japoneses foram alertados para ficar longe de qualquer material que possa ser destroço de míssil.
O Conselho de Segurança da ONU irá se reunir na tarde desta sexta para discutir o novo lançamento.
O gabinete presidencial sul-coreano também convocou imediatamente uma reunião do Conselho de Segurança Nacional. As tropas do país realizavam um treinamento de mísseis balísticos no Mar do Japão em resposta à provocação anterior do vizinho do norte.
O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, que estava na India, regressou ao Japão e condenou duramente o lançamento. “A Coreia do Norte deveria entender que não haverá um futuro brilhante se ela continuar a seguir um caminho como este”, afirmou.
Seu chefe de gabinete, Yoshihide Suga, disse que o Japão quer considerar diversas formas de resposta ao lançamento, e que ele foi problemático para a segurança dos aviões, porque ocorreu sem aviso.
Segundo a Casa Branca, o presidente dos EUA, Donald Trump, foi informado sobre o lançamento e o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, emitiu um comunicado no qual pediu cooperação de outros países, especialmente de China e Rússia, contra as ações do regime de Kim Jong-un.
“A China fornece à Coreia do Norte a maior parte de seu petróleo. A Rússia é a maior empregadora da mão de obra forçada norte-coreana. China e Rússia devem demonstrar sua intolerância a esses imprudentes lançamentos tomando ações diretas por conta própria”, diz a mensagem
https://www.facebook.com/BlogTvWebSertao/#
CURTA a página da Web Sertão e tenha no feed de notícias do
seu Facebook as principais notícias do momento.

Compartilhe: WhatsApp, Faceboock, etc...

0 comentários: