PREFEITURA DE CARNAÍBA

Em Sertânia mutirão de voluntários constrói casas para famílias em situação vulnerável

“Qual a distância entre você e a pobreza?” Pense e seja você também um voluntário!
Desde dezembro de 2016 vem se repetindo no município de Sertânia, especificamente em áreas rurais, onde estão localizadas as pessoas mais carentes e algumas residem com parentes e outras em casas de taipa, mutirões compostos com pessoas voluntárias empenhadas em melhorar as condições de vida de famílias em situação de vulnerabilidade social.
A ação acontece em dois momentos, coleta de material através de doações e a execução da obra, quem tem condições de doar material doa e quem não tem contribui com a mão de obra.
Uma atitude louvável que sendo divulgada servirá de exemplo e incentivo para que outras comunidades busquem ajudar-se mutuamente, é um nobre sentimento de reciprocidade.
Esse trabalho projetou-se através do Sr. Adriano Vasconcelos, conhecido por “Adriano das Placas”, após ter percorrido várias regiões do município no período eleitoral, e ter se deparado com situações de calamidade, famílias vivendo em situação de extrema pobreza, carentes em todas as formas da lei. Sensibilizando-se com a situação, mesmo não tendo sido eleito, sentiu-se compromissado a realizar algum trabalho social para melhorar a qualidade de vida de algumas famílias, diante das suas limitações financeiras, através da participação nas reuniões das Associações Comunitárias, vem identificando as prioridades e reunindo voluntários para integrar os mutirões, a principio contou com um número reduzido de 08 (oito) voluntários e com o tempo conseguindo somar até 16 (dezesseis) voluntários.
O foco do trabalho iniciou com residências mas já contemplou também a construção de Capelas para beneficiar as comunidades.
Um bom exemplo a ser seguido num contexto social em que os políticos só pensam em si próprio, esquecem durante 03 (três) anos o bem comum e a sociedade que o elegeu.
Muito mais que um teto, o emprenho de Adriano visa promover o desenvolvimento comunitário, o que tem surtido diferenças importantes nos povoados e distritos da cidade de Sertânia.
O empenho de Adriano e demais voluntários é realizar o “sonho das pessoas de terem a casa própria. Mas para melhorar a vida das comunidades o grupo de voluntários também irá construir as sedes das Associações e as Capelas onde ainda não tem.
Adriano reconhece que a ação serviu para um aprendizado pessoal, tanto dele quanto das pessoas das comunidades que não tinham aquele espírito coletivo. Mas, com as reuniões, despertou dentro de muitos uma parte social, um desejo pelo bem comum.
Para colaborar
Existem maneiras diretas e indiretas de colaborar. De maneira indireta, é possível fazer contribuições para ajudar com os custos das obras. Já quem prefere colocar a mão na massa pode se inscrever como voluntário, participando das ações, que se compromete a dedicar um pouco do seu tempo semanalmente, conforme cronograma.
As famílias são escolhidas a partir da condição socieconômica e do envolvimento delas com o projeto.
Idéia também busca sensibilizar a sociedade para a desigualdade social e a pobreza extrema
“A pobreza e a desigualdade social são problemas evidentes da nossa sociedade. Ainda assim, poucas vezes são pauta para notícias e de conversas cotidianas. Com a Coleta, queremos fazer que isso se torne um tema do cotidiano e que a sociedade se sinta parte da solução”.
Motivação: ‘É muito gratificante’
Você se envolve com a comunidade e com os voluntários, com o tempo descobre que o seu conhecimento pode ajudar outras pessoas.
Adriano coordena o trabalho dos voluntários nos fins de semana, nas comunidades rurais do município de Sertânia. “Depois das construções, deixei de ser alheio aos problemas ao meu redor”, contou. Mais do que ver os problemas sociais de perto, o trabalho mudou outros aspectos de sua personalidade. “Não deixar de acreditar no ser humano. É isso que eu aprendo em toda atividade”, conclui.

Compartilhe: WhatsApp, Faceboock, etc...

0 comentários: