PREFEITURA

xxxxxxxxxxxx

Mais de R$ 1 bilhão de abono salarial de 2015 ainda não foram sacados

Mais de R$ 1 bilhão referente ao abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2015 ainda não foram sacados. Segundo o governo federal, o dinheiro pertence a 1,46 milhão de trabalhadores, mas eles ainda não procuraram uma agência bancárias para retirar o benefício. Esse saque poderá ser feito até o dia 28 de dezembro.
Servidores públicos devem procurar o Banco do Brasil. Já trabalhadores da iniciativa privada, a Caixa Econômica Federal. Tem direito ao abono quem trabalhou com carteira assinada por, pelo menos, um mês em 2015, teve remuneração média de até dois salários mínimos e está inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos. Além disso, deve ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).
A lista de pessoas com direito a receber o recurso pode ser consultada no site do Ministério do Trabalho. Também é possível se informar sobre o benefício procurando as agências. O pagamento começou a ser efetivado em novembro do ano passado e o prazo máximo para a retirada já passou por prorrogações, o que não deve ocorrer novamente, segundo o ministério. O órgão aponta que metade de todo o recurso ainda pendente de saque está no Sudeste, principalmente em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. O valor pago varia de R$ 79 a R$ 937.

https://www.facebook.com/BlogTvWebSertao/#

Compartilhe: WhatsApp, Faceboock, etc...

0 comentários:

Postar um comentário

Postar um comentário

Leia as regras:
-Não xingue ninguém de forma alguma, seu comentário pode ser recusado.
- Acusações, críticas ou similares, só através de identificação;
-Todos os comentários serão lidos e moderados previamente.

OBS: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog e não nos responsabilizamos por nenhum deles postados aqui.

ATENÇÃO:
Devido ao momento político, a partir de hoje só serão liberados na opção Comentar como: ANÔNIMO, os comentários elogiosos, construtivos ou que falem bem das propostas ou das qualidades de candidatos a cargos eletivos nesta eleição. Os comentários de teor crítico, acusadores ou agressivos aos candidatos, autoridades ou a qualquer outra pessoa, só serão liberados se o autor se identificar na opção Comentar como: NOME/URL, no quadro de comentários. IDENTIFICAR VIA ITEM NOME/URL.