PREFEITURA

xxxxxxxxxxxx

Evangelista faz um alerta para quem pensa em suicídio

 "A Bíblia deixa bem claro pra gente que a vida e a morte estão no poder da língua", diz apresentador.
O evangelista americano Chad Daniel, através de seu programa Youth Bytes, preparou um vídeo específico sobre o suicídio, num lugar chamado “mar de árvores”, no Japão, conhecido por ser o “melhor local” para se despedir da vida. Chad é conhecido por pregar o Evangelho a jovens e adolescentes de forma radical.
Segundo ele, existem dois lugares mais famosos onde as pessoas tiram a própria vida: a Ponte Golden Gate, em São Francisco, EUA e o Mar de Árvores, floresta Aokigahara, no monte Fuji, Japão.
Quando Chad escolheu a floresta japonesa para gravar seu programa, ele tinha em mente mostrar um livro popular no Japão que é vendido como um “manual completo de suicídio” e que tem inspirado muitos japoneses a cometer o ato.
O livro da morte
O apresentador explica que é muito comum encontrar no Japão manuais para quase tudo. “Este livro, satanicamente inspirado, sem dúvida, tem plantado sementes no coração de jovens e velhos, de que o ‘mar de árvores’ é o local ideal para se enforcar, se envenenar”, disse ele com o livro em mãos.
Com a ajuda de jovens locais, ele conheceu o lugar e a história do livro. De acordo com as informações recebidas, o evangelista conta que quando o livro começou a circular, um número muito maior de suicídios começou a acontecer.
Depois disso, a imprensa passou a divulgar as mortes em proporções epidêmicas, fortalecendo ainda mais o ‘fenômeno mar de árvores’ que foi uma sequência de suicídios no Japão, como explica Chad.
Na maioria dos casos de suicídio cometidos na floresta, havia o livro no local do incidente. O evangelista coloca em questão como algo tão pequeno e aparentemente inofensivo como um livro, pode infectar milhares de pessoas, ensinando que o suicídio é algo bom, além de ensinar como fazê-lo.
⏩    Mostrar matéria completa  
Índice de suicídios no Japão
Até hoje, os japoneses enxergam o local como assombrado e há muitas lendas acerca da floresta e algumas a relacionam com demônios, fantasmas e espíritos malignos. O “mar de árvores” também é um local conhecido como “floresta da morte”.
Em 2002, 78 pessoas se suicidaram por lá e em 2003, esse número chegou a 1008, quando deixou de ser divulgado pelo governo, na tentativa de diminuir a relação da floresta com o suicídio. Placas de alerta em japonês e em inglês foram colocadas ao longo das trilhas, para que as pessoas reconsiderassem suas decisões.
A maioria das mortes eram casos de asfixia ou enforcamento, como o próprio livro ensina. Mas, para Chad, o livro não é responsável pelos suicídios. “Ele é só um catalizador para aqueles que já consideraram dar esse passo definitivo”, explica.
“A publicidade que os suicídios ganharam em todo país, transformaram esse lindo lugar num local de muito terror e tensão, principalmente à noite”, lamentou e continuou: “Este é o paralelo que existe aqui, vida e morte andam juntas. Alguns decidem desfrutar o que está à disposição, outros escolhem se esconder e correr para a floresta, para nunca mais serem vistos”.
O poder das palavras
“Cuidado com o que você leva ao seu coração, todos os dias. A Bíblia deixa bem claro pra gente que a vida e a morte estão no poder da língua. As palavras têm poder, quer sejam faladas, quer sejam escritas”, Chad alerta.
Segundo ele, se uma pessoa estiver “perdendo seu tempo com livros como este manual de suicídio” e estiver sempre envolvida com aspectos que promovem a depressão e a morte, esse será o resultado final.
“Estamos sempre batendo na mesma tecla: é o princípio da semente! Uma vez que você planta a semente na terra, vai haver uma colheita”, ele disse.
Na opinião do apresentador “o inimigo usa livros como esse para fisgar aqueles que não tem relacionamento com Deus”.
O livro da vida
“Se isso acontece com esse livro, então imagine a magnitude do que acontece com a palavra de Deus”, compara. Chad, em suas palavras, entende a Bíblia como um futuro de esperança.
“Você começa a entender que a vida é mais do que a dor temporária que você está sentindo […]. Ainda que esteja considerando cometer suicídio, no fundo do seu coração, você quer ser achado”.
“Você não planejou isso sozinho, não mesmo. Você teve uma força maior atuando nisso. Esses pensamentos que tem te atormentado, eles não são seus. Essas emoções que parecem te envolver como um cobertor molhado também não são suas”, continua.
E depois explica que, quando alguém chega nesse ponto “é só você, sua mente, sua alma e seu Deus. Você vai ter que encará-lo. Você vai ter que dar uma explicação a Ele sobre o motivo de ter escolhido desistir do maior presente que você já recebeu, que é a vida”. E finaliza: “O céu nunca vai desistir de você!”.
Assista!
Reproduzido por Blog Tv Web Sertão
http://www.blogtvwebsertao.com.br/search/label/EVENTOS%20ELITE%20DIGITAL

Compartilhe: WhatsApp, Faceboock, etc...