PREFEITURA

xxxxxxxxxxxx

HOJE: Rádio Pajeú irá acompanhar júri popular de acusados de homicídio que chocou Tabira e região

Paula, o executor Zé Galego e a mandante Sílvia (abaixo): imagens que marcaram aquele 1 de novembro de 2016.
Senhas para acompanhar júri popular de Paquita e Zé Galego serão distribuídas hoje em Tabira
A sessão de julgamento de Maria Silvaneide da Silva Patrício, conhecida como Paquita, de 46 anos e José Tenório, o popular Zé galego, de 60 anos, acusados pela morte de Erica da Silva Souza Leite, 30 anos, conhecida como Paula, acontece hoje ás 9h da manhã no Fórum de Tabira.
A vítima era esposa do vereador de Tabira, Marcílio Pires. Como é um dos julgamentos mais aguardados neste ano, pois o caso ganhou repercussão pela forma com que foi planejado e executado, informações que chegaram à produção dos programas Rádio Vivo e Cidade Alerta são de que a Vara Criminal fará a distribuição de senhas para o público que deseja acompanhar.
A expectativa é que será grande o numero de estudantes do curso de direito presentes ao julgamento.
Rádio Pajeú acompanha passos do Juri: O Salão do Júri tem capacidade para acomodar cerca de 140 pessoas sentadas. A Rádio Pajeú 104,9 FM foi credenciada com antecedência. O repórter e comunicador Celso Brandão acompanhará o julgamento e trará detalhes para a programação da Rádio Pajeú a partir do programa Manhã Total, às oito da manhã.
Relembre: o homicídio aconteceu em 1 de novembro de 2016. Érica de Souza Leite, 30 anos, conhecida por Paulinha, esposa do vereador eleito e odontólogo Marcílio Pires, foi morta com um golpe da faca no pescoço. O executor foi José Tenório, o Zé Galego, que residia no Bairro Borges, Afogados da Ingazeira.
A primeira versão de Zé Galego foi a de que a vítima o devia uma importância em dinheiro. A polícia não acredita na versão. O acusado foi encontrado próximo ao Sítio Oitis, no caminho de Solidão.
⏩    Mostrar matéria completa  
Na tarde daquele dia, a fisioterapeuta Sílvia Patrício foi presa em flagrante pelos Delegados Germano Ademir e Jorge Damasceno como mandante da morte.
A prisão foi possível após o executor do crime, José Tenório da Silva, o Zé Galego, residente no Bairro Borges, ter sido preso por policiais entre os municípios de Tabira e Solidão esta tarde. Ele foi ouvido pelos delegados em Afogados da Ingazeira.
No curso dos depoimentos, José Tenório acabou confessando que Sílvia Patrício teria pago R$ 1 mil reais para que ele executasse a jovem. A fisioterapeuta tem negado, mas a verdade é que os investigadores não tem dúvida da autoria. (Nill Júnior)
Reproduzido por Blog Tv Web Sertão
...............................................................
ANÚNCIOS WEB SERTÃO - Veja os anúncios comerciais em nosso Blog (CLICK AQUI)
ELITE DIGITAL FESTAS E EVENTOS - Vai fazer festa? (CLICK AQUI) 
AFOGADOS VEÍCULOS.COM - Lojas, Peças e Serviços em Afogados (CLICK AQUI)

Compartilhe: WhatsApp, Faceboock, etc...