PREFEITURA

xxxxxxxxxxxx

Mais Médicos precisa ser aprimorado

Que o programa Mais Médicos é um sucesso ninguém pode discutir, pois ele veio para suprir uma carência de médicos em todo o país, sobretudo em regiões mais afastadas, quando os próprios médicos brasileiros se negam a atuar em cidades fora das grandes metrópoles. Desde sua criação em 2013, milhares de pessoas foram beneficiadas através de profissionais do mundo inteiro, que se deslocaram ao país para atuar junto a pessoas carentes.
O grande questionamento desde a implementação do programa se deu a respeito de Cuba, uma vez que os profissionais daquele país não recebem integralmente seu salário, que é confiscado pela ditadura dos Castro. Se porventura o médico receber R$ 10 mil de salário, apenas R$ 3 mil fica para a sua manutenção no Brasil, enquanto o restante vai para o governo cubano. É um confisco salarial que o Brasil foi complacente com isso desde o começo.
Como se não bastasse, os médicos cubanos que atuam no Mais Médicos não precisam passar pelo Revalida, que é uma prova utilizada pelo Brasil para que todos os médicos formados no exterior possam ter seu diploma reconhecido no país e eles consequentemente tenham condições de atuar profissionalmente no país.
⏩    Mostrar matéria completa  
Por fim, os médicos cubanos não podem trazer seus familiares para morarem no Brasil junto com eles, e através do programa há uma separação de famílias, pois a ditadura cubana não permite que eles possam vir ao Brasil com seus familiares para diminuir o risco de deserção. Pois bem, foram estas as medidas exigidas pelo presidente Jair Bolsonaro para manter o convênio com Cuba. O governo daquele país simplesmente não aceitou e decidiu pela volta dos médicos cubanos.
As exigências de Bolsonaro são extremamente pertinentes, uma vez que o Revalida garantiria que a população atendida pelo Mais Médicos seria assistida por profissionais efetivamente qualificados para exercer a função, o salário integral aos médicos cubanos, o que seria óbvio, é fundamental para que eles possam ter qualidade de vida num país diferente do seu, e ter seus familiares aqui no Brasil os tranquilizaria para fazer a vida no país.
A ausência dos cubanos a partir de então poderá abrir caminho para um novo formato do Mais Médicos, que seria o aproveitamento da mão de obra local e ampliar algumas exigências para médicos formados em universidades públicas ou através dos programas de ampliação da oferta de vagas em instituições privadas, como Fies e Prouni, para que estes médicos possam atuar em áreas que os profissionais já estabelecidos não aceitam ir.
Outra alternativa seria criar um meio termo para os profissionais cubanos, invertendo o valor que o médico recebe para 80% e o governo cubano ficar com 20% do salário, porém mantendo a exigência do Revalida e estabelecer a possibilidade de familiares dos médicos estarem no Brasil de vez em quando custeados pelo governo brasileiro. Opções não faltam para corrigir distorções do Mais Médicos, que apesar de ser um programa exitoso, é preciso ser aprimorado pois quem ganha com essas medidas são os próprios profissionais e a sociedade como um todo. (Via: Coluna do Blog Edmar Lyra)
Reproduzido por Blog Tv Web Sertão
...............................................................
ANÚNCIOS WEB SERTÃO - Veja os anúncios comerciais em nosso Blog (CLICK AQUI)
ELITE DIGITAL FESTAS E EVENTOS - Vai fazer festa? (CLICK AQUI) 
AFOGADOS VEÍCULOS.COM - Lojas, Peças e Serviços em Afogados (CLICK AQUI)

Compartilhe: WhatsApp, Faceboock, etc...