Com a nova Previdência, Brasil estará pronto para o 'sol perfeito', afirma secretário de Comércio Exterior

A equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, já se prepara para o dia seguinte à aprovação da reforma da Previdência, confiando em uma série de medidas que têm tudo para, nas palavras de assessores, fazer uma mudança completa na economia brasileira, gerando um cenário de "sol perfeito" para o país. A informação é do colunista Valdo Cruz, do G1.
"Depois de aprovada a reforma da Previdência, o caminho estará aberto para fazermos a reforma tributária, quem sabe aprovar a independência do Banco Central, reduzir mais os juros e atrair mais investimentos. Será um cenário de um 'sol perfeito'", afirmou o secretário de Comércio Exterior do Ministério da Economia, Marcos Troyjo, em entrevista à GloboNews.
De acordo com a coluna, a expressão sol perfeito, usada pelo secretário, é uma lembrança a outra, cunhada pelo ex-ministro Delfim Netto, de que o Brasil estava prestes a enfrentar uma tempestade perfeita durante o governo da petista Dilma Rousseff, quando o país entrou em recessão, teve sua crise fiscal agravada e enfrentou um cenário internacional adverso.
Troyjo lembrou ainda do acordo União Europeia e Mercosul, que foi fechado exatamente no mesmo momento em que o Brasil pode passar por uma série de reformas e mudanças na sua economia. "Essas reformas vão nos preparar para esse novo momento da economia brasileira, de maior abertura e que, com certeza, vai atrair mais investimentos e empresas para o Brasil", afirmou.
A equipe de Paulo Guedes prepara não só novas reformas, como a tributária, como medidas para estimular a economia no curto prazo, como liberação de recursos do PIS/Pasep e do FGTS. Além disso, há uma expectativa de que, aprovada a reforma da Previdência, o Banco Central (BC) reduza ainda mais sua taxa de juros, buscando fazer o país crescer no ano que vem mais do que neste.
Reproduzido por Blog Tv Web Sertão