https://www.facebook.com/pg/saudeiguaracy/posts/?ref=page_internal

"Precisamos usar a racionalidade, fique em casa", reforça ministro Mandetta após retirada de propaganda do governo federal

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, fez duras críticas às ações de governantes e da população que tem mantido uma rotina normal diante das recomendações para que fiquem em casa. Em entrevista coletiva, na tarde deste sábado (28), Mandetta reforçou: precisamos usar a racionalidade, fiquem em casa.
"Não vamos nos mover por impulso, precisamos nos manter em casa. Vamos dar atenção e ouvir o que diz a ciência, os técnicos da saúde", disse.
Mandetta ainda reforçou que a Covid-19 não é igual a gripe por H1N1. "É totalmente diferente da H1N1, pois naquela época tínhamos perspectiva de medicamentos, de vacina, e nessa não temos. Não tem receita de bolo. Quem raciocinar assim, vai errar feio. Não é assim", disse.
O ministro ainda ressaltou que a pandemia não vai "matar apenas 5 mil ou 10 mil pessoas". "Esse vírus ataca uma série de estruturas do mundo. Ataca sim a economia, ataca a saúde, ataca a educação".