https://www.facebook.com/pg/saudeiguaracy/posts/?ref=page_internal

78% do dinheiro público distribuídos para as eleições foram para candidatos veteranos


78% do dinheiro público distribuídos para as eleições em 2020 foram para pessoas que já concorreram em outros pleitos. Dos R$ 807 milhões disponibilizados, R$ 632 milhões foram destinados para candidatos que já haviam disputado o pleito eleitoral nas últimas eleições. Políticos eleitos alguma vez desde 2000 ficaram com R$ 528 milhões, representando 65% do total.
O levantamento foi realizado pelo site Poder360 e considerou apenas os valores repassados às campanhas cujas origens são o Fundo Eleitoral e/ou o Fundo Partidário. Os dados são do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).
54.224 candidatos receberam transferência de recursos públicos via os fundos públicos. Mais da metade deles, 30.285, nunca concorreram a um cargo eletivo e este ano receberam valores inferiores se comparados com os candidatos que já participaram de uma eleição.
Ao todo, 213 mil candidatos declararam ter arrecadado dinheiro de alguma fonte, entre recursos próprios e doações. Só 10% dos 539 mil na disputa, no entanto, receberam verba desses fundos, repassada pelos partidos.
Dentre os 10 candidatos nunca eleitos que mais receberam recursos públicos para campanha eleitoral, 3 são filhos de políticos e outros 2 são de famílias tradicionais da política brasileira.
Base de dados
O site de Brasília cruzou listas de candidatos e arquivos recentes de prestação de contas das eleições de 2020 com todas as candidaturas lançadas no Brasil desde 2000 , que forma mais de 2 milhões.
O número de candidatos que já concorreram pode ser maior, já que os dados de 2000 e 2002 estão incompletos e em processo de atualização pelo TSE.
Foram considerados como “dinheiro público” apenas os valores repassados cujas origens sejam o Fundo Eleitoral e/ou o Fundo Partidário.