Após novo reajuste, Bolsonaro afirma que não tem poder sobre a Petrobras

O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem que não vai interferir na política de preços da Petrobras, depois da nova alta anunciada, de 7,2%, que vale a partir de hoje para as refinarias. “Tenho falado com Paulo Guedes, não basta a economia, você tem que ter viés político”, disse Bolsonaro, que participou da 1ª Feira Brasileira do Nióbio, em Campinas (SP). Apesar disso, ele afirmou: “Não tenho poder sobre a Petrobras. Já tivemos experiência de congelamento no passado”. O chefe do Executivo deu as declarações ao ser questionado sobre medidas para conter o preço dos combustíveis, principal vilão da inflação, que chegou a 10,25% no acumulado em 12 meses, maior índice registrado desde 2016, além das negociações do Auxílio Brasil, programa social que substituirá o Bolsa-Família.

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232