Super-ricos ganham em 1 mês o mesmo que 43 anos de salário mínimo, diz ONG

Um multimilionário ganha, em média, R$ 456.474 por mês. Um trabalhador brasileiro que recebe o salário mínimo (R$ 880 atualmente) precisa trabalhar 43 anos para conseguir esse dinheiro.
As informações são da Calculadora da Desigualdade, um aplicativo da ONG Oxfam desenvolvido em parceria com a agência digital de jornalismo investigativo Ojo Público. Os dados são de 2014.
Veja outras informações sobre os mais ricos:
O estudo considera multimilionário quem tem patrimônio igual ou maior que US$ 30 milhões (R$ 98,9 milhões);
Em 2014, o Brasil tinha 4.225 multimilionários --que representam 0,002% da população;
Mesmo sendo tão poucos, eles têm riquezas que correspondem a 37% do nosso PIB (Produto Interno Bruto);
Um multimilionário consegue ganhar o equivalente a um salário mínimo (R$ 880) em menos de 1h30.
O aplicativo pode ser acessado pelo endereço: http://www.oxfam.org.br/calculadora.
A calculadora permite, por exemplo, comparar sua renda com a de multimilionários, e saber a situação da sua renda em relação ao restante da população brasileira.
Dez faixas de renda
Para fazer a calculadora, a ONG dividiu a população total brasileira (206 milhões) em dez faixas de renda, com 20 milhões de pessoas em cada faixa.
A faixa de renda mais baixa ganha de zero a R$ 232 por mês por pessoa. Em seguida, vem a faixa de quem ganha entre R$ 232 e R$ 386. Na faixa mais alta estão as pessoas que ganham mais de R$ 2.600 por mês.
Os multimilionários estão fora dessas dez faixas e são uma parcela muito pequena da população (0,002%).
Metodologia
A calculadora é baseada no estudo da Oxfam "Privilégios que Negam Direitos" e usa números dos relatórios da Cepal (Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe, das Nações Unidas), do Credit Suisse Global Investment Returns Yearbook, do World Ultra Wealth Report e outras fontes, como os índices de inflação de cada país.
Veja mais detalhes sobre a metodologia em http://zip.net/bvtqwr (endereço encurtado e seguro)

Share/Bookmark

0 comentários: