Bolsonaro assina decreto que acaba com o horário de verão. Relógio biológico dos brasileiros não será mais prejudicado.

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta 5ª feira (25.abr.2019) decreto que estabelece o fim do horário de verão. A proposta é de autoria do deputado federal João Campos (PRB-GO).
Em discurso após a assinatura do decreto, Bolsonaro fez 1 aceno aos deputados e disse que, havendo amparo jurídico, o governo federal fica à disposição para receber sugestões de decretos dos congressistas:
“Nós sabemos, eu passei por lá, da dificuldade de aprovar uma lei ao longo da legislatura. É muito difícil, quase como ganhar na Mega Sena. Muitas vezes 1 decreto tem poder enorme. O governo está aberto, quem tiver qualquer contribuição via decreto, nós estamos à disposição dos senhores”.
O militar também disse que quer receber deputados em seu gabinete no Palácio do Planalto. “Havendo oportunidade tenho o maior prazer de recebê-los pessoalmente. É difícil, a agenda é bastante intensa, mas faremos o possível para ouvi-los”.
Bolsonaro já havia confirmado a medida em 5 de abril pelo Twitter. De acordo com o presidente, a decisão foi tomada com base em estudos técnicos “que apontam para a eliminação dos benefícios por conta de fatores como iluminação mais eficiente, evolução das posses, aumento do consumo de energia e mudança de hábitos da população”.
Na manhã do mesmo dia, o presidente havia informado, em encontro com jornalistas no Palácio do Planalto, que pretendia acabar com o horário de verão. Segundo ele, a medida já foi debatida com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.
A decisão, de acordo com o presidente, vale a partir da temporada 2019/2020.