Pernambuco confirma primeira morte por influenza A neste ano

Foi confirmada pela Secretaria de Saúde de Pernambuco a primeira morte por influenza A no estado. O caso aconteceu com um homem na faixa etária dos 50 anos que morava no munípio de Petrolina. A morte ocorreu em fevereiro. De acordo com a SES, a infecção viral que provocou a morte foi não subtipada, ou seja, quando o exame laboratorial não detecta o subtipo.
Além desse caso, já confirmado pelo o estado, a Secretaria de Saúde do Recife (Sesau) investiga a morte de uma estudante de medicina, de 17 anos, por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). A jovem deu entrada no último sábado (27), com vômito, febre e dores no corpo, em uma únidade de saúde da capital e faleceu no mesmo dia.
Até o último dia 13.04, foram notificados 894 casos de síndrome respiratória aguda grave (Srag), sendo 790 (88,4%) em crianças menores de 6 anos. Do total de casos, 9 tiveram resultado laboratorial positivo para a influenza B, 1 para influenza A(H1N1) e 1 para influenza A não subtipado.