Câmara reduz idade mínima para professores se aposentarem: 55 e 52 anos

O plenário da Câmara aprovou idades mínimas menores para aposentadoria de professores, nesta sexta-feira (12). Por 465 votos favoráveis e 25 contrários, os deputados aceitaram o destaque feito pelo PDT à reforma da Previdência.
Assim, a exigência para homens passa a ser de 55 anos e, para mulheres, de 52 anos, durante a transição, para professores da rede pública e da iniciativa privada. O texto-base, aprovado na última quarta-feira (10), previa 58 e 55 anos, respectivamente, para a categoria.
Pedágio – O pedágio continua sendo de 100% sobre o tempo que falta para a aposentadoria. Ou seja, se faltar um ano, o professor precisará trabalhar dois. A aprovação desse destaque já estava garantida por acordo entre as lideranças partidárias.
Mais cedo, os deputados rejeitaram dois destaque do PDT. Um deles buscava acabar com o pedágio na transição. A exigência passaria a ser apenas de idade e tempo de contribuição. O outro sugeria diminuir de 100% para 50%. O plenário ainda precisa avaliar outros quatro destaques.