‘Enquanto tiver homicídio em Pernambuco, a gente não pode descansar’, diz Paulo Câmara

O governador do Estado, Paulo Câmara, foi o convidado do programa 20 minutos, na TV Jornal, com Antônio Lavareda. Ele foi convidado a falar da gestão e as perspectivas para a economia do Estado, em 2020. Veja trecho selecionados, abaixo.
Violência e Pacto pela Vida
“Realmente são 24 meses de redução dos homicídios. São 26 meses e 27º mês de redução de roubos, furtos e assaltos, mas tem muito que fazer. Muito trabalho muito que enfrentar a política de segurança é uma política de área que se avalia todo dia toda semana, todo mês, ações para o futuro, buscando reduzir, buscando enfrentar a criminalidade e, ao mesmo tempo, somando uma política que Pernambuco tem, o Pacto pela Vida, para fazer com que a repressão necessária nos momentos de aumento de violência seja junto também com prevenção”.
“Então o que nós temos feito ao longo dos últimos 12 anos que é justamente o período do Pacto pela Vida é adaptar as políticas públicas a olhar também para a redução do número de homicídios, de roubo, de furto, de assalto e da violência em si. Nos últimos dois anos, é um plano que nós colocamos em prática em 2017. O maior investimento da história de segurança nós tivemos que fazer aqui em Pernambuco justamente porque a violência aumentou muito no Brasil como um todo.”
“Mas a gente sabe que tem muito que fazer ainda, muito que continuar, é uma trajetória que precisa a cada momento, a cada instante, ver formas de combater a criminalidade e aperfeiçoar a prevenção. Aqui em Pernambuco, temos educação, temos assistência social, temos ações de cidadania. Isso tudo ajuda dentro de uma política do Pacto pela Vida, dentro realmente de muitos investimentos que precisam ser feitos. Nós estamos formando agora 500 novos policiais militares (que) em janeiro vão para as ruas já fazer a etapa final de seu treinamento. Temos mais de 500 agentes da Polícia Civil também em treinamento para em janeiro de 2020 também ir para nossas delegacias de todo o estado então é uma política contínua constante. Temos muito que fazer agora.”
“Os resultados dos últimos quatro meses mostram que construímos um caminho novo, um caminho adaptando também o combate da violência a esse novo momento social que existe no Brasil, de aumento de desemprego e aumento da crise social. E isso precisa também adaptar as nossas políticas públicas e fizemos isso nos últimos dois anos e vamos continuar a fazer. Enquanto tiver homicídio em Pernambuco, a gente não pode descansar, temos que trabalhar muito para enfrentar isso, que tem relação com o tráfico de drogas com o tráfico de armas. Tudo isso tem que se pensar de uma maneira nacional de enfrentar questões como essa.”
Ações na educação
“A educação é um bom exemplo de uma política pública que nós investimos muito. E que após 13 anos agora nós estamos tendo os resultados que nós gostaríamos e que nós queremos continuar a ter. Pernambuco hoje tem a maior taxa de aprovação do Brasil, tem a menor taxa de abandono do Brasil, apenas 1% dos nossos alunos não terminam o ensino médio, aqueles que ingressam nas nossas escolas de Ensino Médio de Tempo ou regular ou de tempo integral. Então são indicadores que hoje nos fazem referência no Brasil em relação ao ensino médio. Estamos trabalhando muito com os municípios. Acabamos de lançar no ano 2019 o programa Criança Alfabetizada.”
“Vamos estar junto dos 184 municípios justamente para alfabetizar criança na idade certa e com qualidade, isso vai ajudar muito a melhoria do ensino fundamental e vamos continuar a trajetória do ensino médio, uma trajetória que nos tirou das últimas colocações do Ideb nos fez ser referência no Brasil e que tem na Escola de Tempo Integral um grande aliado. Hoje nós temos como você bem falou 57% nossos alunos estudam em escolas de tempo integral. A partir de 2020, 62% vão estudar em tempo integral e nós temos o nosso planejamento até 2022 de ter 70% dos nossos alunos em tempo integral.”
“Porque tudo aquilo que nos demanda em termos de escola de tempo integral mostra claramente que, no dia que nós tivermos 70% de vagas, nenhum aluno que quiser estudar na Escola de Tempo Integral não vai deixar de ter vaga. Isso é muito importante: reforçar o ensino integral, não descuidar da escola regular, continuar esse acompanhamento diário também mensal semanal junto com as escolas com os indicadores, fazer o aluno gostar de estar aprendendo, do professor tá com condições de ensinar cada vez melhor.”
“Isso faz uma diferença na gestão da escola e é com educação que a gente vai transformar o nosso estado, preparar as novas gerações de pernambucanos. É a grande política de prevenção que vai nos ajudar na frente a melhorar a qualidade do emprego, a diminuir a violência até a população com mais saúde. Então nós sabemos do valor da educação. Temos um caminho construído nas escolas de tempo integral e isso tem dado certo. Isso tem dado bons resultados e a gente quer implementar como eu falei, até 2022, 70% de nossos alunos vão estudar em tempo integral.” (Via: Blog do Jamildo)

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO GOVERNO DE IGUARACY